Abrir menu principal

Wikipédia β

Enciclopédia Judaica

Disambig grey.svg Nota: Se procura enciclopédia da década de 70, veja Encyclopaedia Judaica.
Folha de rosto da Enciclopédia Judaica 1901-1906

Enciclopédia Judaica (Jewish Encyclopedia) uma enciclopédia publicada originalmente entre 1901 e 1906 em 12 volumes por Funk & Wagnall, contém 15.285 artigos e muitas ilustrações, preparada por mais de 400 estudiosos e especialistas é um registro descritivo da história, religião, literatura e costumes do povo judeu desde os tempos antigos até os dias atuais; até 1906—logo não cobre assuntos posteriores a essa data—agora em domínio público.[1][2]

Índice

EstiloEditar

Embora seja editada na Língua inglesa é elaborada ao estilo acadêmico Wissenschaft des Judentums (Ciência do judaísmo ou Estudos judaicos) um movimento do século XIX baseado na investigação crítica da literatura e cultura judaica, usando métodos científicos para analisar as origens dessa tradição.[3]

As autoridades acadêmicas citadas na Enciclopédia - além dos exegetas clássicos e medievais—são quase uniformemente personalidades Wissenschaft como Leopold Zunz, Moritz Steinschneider, Solomon Schechter, Wilhelm Bacher, J. L. Rapoport, David Zvi Hoffman, Heinrich Graetz, etc. Esse estilo acadêmico particular pode ser visto na atenção quase obsessiva da Enciclopédia Judaica à descoberta de manuscritos, edição e publicação de manuscritos, comparação de manuscritos, datação manuscrita, e assim por diante; esses esforços estavam entre os principais interesses da bolsa de estudos de Wissenschaft.[4]

A Enciclopédia Judaica é um trabalho de língua inglesa, mas a grande maioria das fontes contemporâneas da enciclopédia são fontes da língua alemã, uma vez que esta era a língua materna dos estudiosos de Wissenschaft e a língua franca da bolsa de estudos em geral naquele período. Das obras citadas que não são alemãs—geralmente as obras mais clássicas—a grande parte é hebraica ou árabe. A única fonte de estudos contemporâneos altamente citada em língua inglesa são as publicações de Solomon Schechter na Jewish Quarterly Review. O significado da publicação do trabalho em inglês, em vez de alemão ou hebraico, é capturado por Harry Wolfson escrevendo em 1926. Schwarz 1965:

Cerca de vinte e cinco anos atrás, não havia deserto maior, no que se refere à vida e à aprendizagem judaica, do que os países de língua inglesa, e o inglês de todas as línguas era o menos útil para essa obra judaica de referência. Para os revisores europeus contemporâneos da Enciclopédia Judaica, o empreendimento parecia então um esforço desperdiçado em Zulus semi-vestidos na África do Sul e alfaiates judeus em Nova York. Aqueles que estavam realmente precisando de tal trabalho e poderiam se beneficiar desse modo teriam sido mais bem servidos se fossem colocados em hebraico, alemão ou russo. Harry Wolfson

No entanto, os editores e autores da Enciclopédia Judaica mostraram-se bastante prescientes em sua escolha de idioma, já que dentro do mesmo período de 25 anos, o inglês se tornou a língua dominante entre os judeus em todo o mundo e da erudição acadêmica judaica. Wolfson continua ..."se uma enciclopédia judaica em uma linguagem moderna fosse planejada pela primeira vez [isto é, em 1926], a escolha certamente teria caído sobre o inglês."

Uma versão on-lineEditar

O texto não editado do original pode ser encontrado no site da Enciclopédia Judaica. O site oferece tanto fac-símiles JPEG dos artigos originais quanto transcrições Unicode de todos os textos.

O aparato acadêmico de citação é completo, mas pode ser um pouco assustador para os usuários contemporâneos. Livros que poderiam ter sido amplamente conhecidos entre os estudiosos do judaísmo na época em que a enciclopédia foi escrita (mas que são bastante obscuros para um leitor leigo hoje) são referidos pelo autor e pelo título, mas sem informações de publicação e muitas vezes sem indicação do idioma. em que eles foram escritos. Uma lista de abreviações usadas na enciclopédia é fornecida (consulte a lista abaixo).

Referências

  1. 1901 The Jewish Encyclopedia Complete (em English). [S.l.: s.n.] 
  2. Jacobs, Joseph (1906). The Jewish encyclopedia; a guide to its contents, an aid to its use, (em English). New York; London: Funk & Wagnalls Company 
  3. Levy, David B. (26 de junho de 2002). «THE MAKING OF THE ENCYCLOPAEDIA JUDAICA AND THE JEWISH ENCYCLOPEDIA» (PDF). 37ª Convenção Anual da Associação de Bibliotecas Judaicas 
  4. Schwartz 1991.

BibliografiaEditar

O Commons possui imagens e outras mídias sobre Enciclopédia Judaica
 
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Enciclopédia Judaica


Ligações externasEditar