Abrir menu principal
Enzo G. Castellari
Enzo Girolami Castellari assinando os pôsteres de Inglourious Basterds em FFF (Festival Internacional de Cinema Fantástico de Lund)
Nome completo Enzo Girolami Castellari
Nascimento 29 de julho de 1938 (80 anos)
Roma, Itália
Nacionalidade Italiano
Ocupação Cineasta
Período de atividade 1960–presente

Enzo G. Castellari (nascido em 29 de julho de 1938) é um diretor de cinema italiano.

Índice

Vida e carreiraEditar

Início de vidaEditar

Enzo G. Castellari nasceu em 29 de julho de 1938, em Roma, Itália.[1] Castellari nasceu em uma família de cineastas. Seu pai, Marino Girolami, era boxeador que virou cineasta.[2] Seu tio é o cineasta Romolo Guerrieri, e seu irmão foi o ator Ennio Girolami.[2] Castellari inicialmente era boxeador igual ao pai dele e passou a frequentar a escola para conseguir um diploma em arquitetura.[2]

Carreira no cinemaEditar

Castellari começou a trabalhar no cinema auxiliando nas várias tarefas em sets dos filmes de seu pai.[2] Entre seus primeiros créditos incluem papéis não creditados ao dirigir filmes tais como Pochi dollari per Django (1966) e A Ghentar si muore facile (1967).[2] Muitas das primeiras obras de Castellari são do gênero faroeste.[2] Oficialmente, sua estreia na direção viria em 1967 no filme rodado na Espanha, 7 winchester per un massacro, e influenciado pelo filme de Sidney J. Furie, The Appaloosa (1966).[2] Após o lançamento do filme de faroeste Ammazzali tutti e torna solo (1968), Castellari dirigiu um só filme de guerra intitulado La battaglia d'Inghilterra.[2] No início da década de 1970, Castellari começou a explorar outros gêneros, assim tais como o suspense Gli occhi freddi della paura (1971), a comédia Ettore lo fusto (1972) e a comédia/espadachim Le avventure e gli amori di Scaramouche (1976).[2] Castellari dirigiu o primeiro filme poliziotteschi com La polizia incrimina, la legge assolve, estrelando Franco Nero.[2] Castellari e Nero produziram um relacionamento com filme e trabalharam juntos por sete longas.[2] Castellari, mais tarde, comentou seu trabalho com o Nero, afirmando "Eu acho que para ter um ator como Franco Nero é uma das melhores coisas que podem acontecer a um diretor [...] se tivesse sido possível, gostaria de ter produzido todos os meus filmes com ele".[3] Nero iria trabalhar com Castellari no filme de faroeste Keoma, que foi apenas um sucesso moderado na Itália no seu lançamento, mas, mais tarde, viria a ser exaltado como um dos melhores filmes de Castellari.[2][3] Castellari criou outros filmes poliziotteschis no final da década de 1970, assim como o filme de guerra Quel maledetto treno blindato.[2] Castellari foi oferecido para dirigir o filme Zombi 2, mas recusou quando sentiu que ele não seria o diretor ideal para um filme de terror.[2][4]

Na década de 1980, a popularidade do poliziotteschi fraquejou e o filme de Castellari, Il giorno del Cobra, com Franco Nero, não foi popular nas bilheterias.[4] Castellari seguiu-o com L'ultimo squalo, um filme acerca de uma cidade litorânea aterrorizada por um grande tubarão branco perverso e sanguinário.[4][5] O filme foi retirado dos cinemas após a Universal Studios processar a produção por ser muito semelhante ao filme Tubarão.[4] O novo filme de Castellari, 1990: I guerrieri del Bronx, foi um sucesso surpresa de modo que criou uma pequena onda de filmes italianos inspirados no filme Escape from New York, de John Carpenter.[4] A metade do final da década de 1980 a ocupação de Castellari foi o trabalho feito para mercados estrangeiros, tais como Colpi di luce (1985), Striker (1987) e Sinbad e os Sete Mares (1989).[4]

Na década de 1990, o trabalho do Castellari foi principalmente dedicado às produções feitas para a televisão.[4] Castellari reapareceu no cinema em 2010 com Caribbean Basterds, filme que obteve uma versão teatral na Itália, o que era uma raridade em relação a filmes de gêneros produzidos localmente no momento.[4] O cineasta fez participação como comandante do pelotão de morteiros alemães no seu filme Quel maledetto treno blindato, e Quentin Tarantino colocou Castellari na participação especial para interpretar um general alemão em seu filme Inglourious Basterds (2009), que foi inspirado pelo filme de 1978, de Castellari.[6]

FilmografiaEditar

Título Ano Creditado como Notas Ref(s)
Diretor Roteirista Produtor Outro
7 winchester per un massacro 1966       Creditado como E.G. Rowland [7]
Vado... l'ammazzo e torno 1967     [7]
I tre che sconvolsero il West 1968   [7]
Quella sporca storia nel West 1968     [7]
Ammazzali tutti e torna solo 1968     [7]
La battaglia d'Inghilterra 1969     [7]
Gli occhi freddi della paura 1970     [7]
Ettore lo fusto 1971     [7]
Tedeum 1972   [7]
La polizia incrimina, la legge assolve 1973     Papel de um repórter [7]
Il cittadino si ribella 1974   [7]
Cipolla Colt 1975   Papel do mexicano no mercado [7]
Le avventure e gli amori di Scaramouche 1975     [7]
Keoma 1976     [7]
Il grande racket 1976     Papel do lojista covarde [7]
La via della droga 1977     [7]
Quel maledetto treno blindato 1977   Papel de um comandante alemão [7]
Sensività 1978   [7]
Il cacciatore di squali 1979   Papel do assassino [7]
Il giorno del Cobra 1980   Bandido no armazém [7]
L'ultimo squalo 1980   [7]
1990: I guerrieri del Bronx 1982     Papel de vice-presidente [7]
I nuovi barbari 1982     Creditado como Enzo Girolami [7]
Fuga dal Bronx 1983     Papel do operador de rádio [7]
Tuareg - Il guerriero del deserto 1984     Papel de um guarda prisional [7]
Colpi di luce 1985     [7]
Jonathan degli orsi 1994     [7]
Caribbean Basterds 2010   [7]

Referências

  1. Curti, 2013. p. 289
  2. a b c d e f g h i j k l m n Curti, 2013. p. 290
  3. a b Hughes, 2011. p. 270
  4. a b c d e f g h Curti, 2013. p. 291
  5. Wheeler, Jeremy. «Great White». AllMovie. Consultado em 6 de março de 2015 
  6. Vivarelli, Nick (19 de maio de 2009). «Enzo and Tarantino: 'Basterds' brothers». Variety. Consultado em 20 de março de 2010 
  7. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab «Filmografia». Página oficial de Enzo G. Casterllari. Consultado em 9 de março de 2015. Cópia arquivada em 13 de agosto de 2013