Abrir menu principal

Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas

Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2010). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas
Estado  Rio Grande do Sul
Subordinação Diretoria de Educação Técnica Militar
Sigla EASA
Criação 1993
Sede
Endereço Avenida Benjamin Constant, 1217, centro

A Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas (EASA) é um estabelecimento de ensino do Exército Brasileiro, com sede em Cruz Alta (RS), foi criada pela Portaria Ministerial nº 043-Reservada, de 10 de julho de 1992, com o nome de Centro de Instrução de Aperfeiçoamento de Sargentos - Sul, subordinada ao Comando Militar do Sul, nas dependências do então 17º Batalhão de Infantaria.

As atividades na EASA iniciaram-se em 1º de fevereiro de 1993. Com a Portaria Ministerial Reservada no 109, de 30 de novembro de 1993, passou a ser subordinada à Diretoria de Formação e Aperfeiçoamento e, em 1998, por meio da Portaria Ministerial no 015, recebeu o seu nome atual.

A EASA tem a missão de aperfeiçoar os sargentos do Exército Brasileiro. Para isso, ministra o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS) das Armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia e Engenharia, habilitando-os ao exercício de funções inerentes à sua graduação, especialmente no campo administrativo.

O CAS é dividido em duas etapas: a de preparo e seleção; e a de aperfeiçoamento. Na primeira, o sargento-aluno, em sua Guarnição de origem, é habilitado a participar do curso. Na segunda, as 15 primeiras semanas ainda são conduzidas a distância, e as oito últimas correspondem à fase presencial. Nesta, a escola recebe sargentos de todo o País.

Na EASA, os sargentos-alunos assistem a aulas sobre organização e emprego da respectiva Arma e, em turmas mistas, instruções de Tesouraria; Almoxarifado; Estrutura e Funcionamento do Exército Brasileiro; Comando, Chefia e Liderança; História e Redação Militar; Informática e Treinamento Físico Militar, entre outras. A EASA aperfeiçoou, até o mes de maio de 2012, 15.660 sargentos.