Escuela Internacional de Cine y Television

A Escuela Internacional de Cine y Televisión (EICTV) é uma instituição cubana dedicada à formação de profissionais de cinema e televisão, com sede em San Antonio de los Baños[1].

Foi inaugurada em 15 de dezembro de 1986, por iniciativa da Fundação do Novo Cinema Latino-americano (FNCL). À frente do projeto estavam o escritor e jornalista colombiano Gabriel García Márquez, o poeta e cineasta argentino Fernando Birri,o pesquisador cubano Julio García Espinosa e também Sergio Muniz, um cineasta e publicitário brasileiro. O objetivo era proprocionar a estudantes da América Latina, África e Ásia um espaço que unisse a formação teórica, a prática e o debate sobre as artes audiovisuais[2][3]. A "Escola de Três Mundos", porém, a partir de 2000 se tornou a "Escola de Todos os Mundos", abrindo as portas para estudantes de qualquer nacionalidade[4][5].

Os cursos regulares da EICTV duram três anos. O primeiro é de formação básica, o segundo de formação especializada numa das oito áreas oferecidas (Produção, Roteiro, Direção, Fotografia, Documentário, Som, Edição e TV e Novas Mídias) e no terceiro o aluno põe em prática os conhecimentos adquiridos, realizando um projeto[6].

Cineastas formados pela EICTVEditar

Referências

  1. Escola de cinema de Cuba chega ao Brasil e oferece cursos de curta duração. Opera Mundi, 15 de maio de 2012
  2. Escola de Cinema e TV de Cuba promove cursos em São Paulo. Curta o Curta, 28 de maio de 2012
  3. Cinusp comemora 25 anos da Escola de Cinema de Cuba. Rede Brasil Atual, 29 de agosto de 2011
  4. NAVARRO, Vinicius; RODRÍGUEZ, Juan Carlos. New Documentaries in Latin America. Palgrave Macmillan, 2014. Pág. 201 (em inglês)
  5. Cuba: a escola de todos os mundos. Caros Amigos, 27 de fevereiro de 2013
  6. Escola Internacional de Cinema e TV de Cuba. Ministério da Cultura (Brasil)

Ligações externasEditar