Abrir menu principal

Alterações

6 860 bytes adicionados ,  08h51min de 26 de setembro de 2009
amplio de wiki.es
O '''Musteriense''', '''Mustierense''', '''Moustierense''' ou '''Musteriano''' é ouma nomecultura dadoenglobada pelosdentro do [[arqueologia|arqueólogosPaleolítico Médio]], aona estiloqual dedomina ferramentaso [[Homem-de-neandertal]], pedracom (ouumas indústria)datas datadocompreendidas doentre [[Paleolítico300.000 Médio]]e 40.000 B.P.
 
ÉO assimseu chamadonome depoisprocede dado descoberta[[abrigo do sítiorochoso]] de [[Le MostierMoustier]], um abrigo rochoso (na região deda [[DordogneDordonha]], na [[França]].), Ferramentasonde [[Gabriel de pedra similares tem sidoMortillet]] encontradasdescobriu em toda a [[Europa1860]] subuma indústria lítica pré-árticahistórica, eassociada tambémcom noos [[Orientefósseis Médio]]de e''Homo norteneanderthalensis'' daencontrados em [[África1907]].
 
As ferramentas musterienses eram feitas pelos [[neandertal|neandertais]] em datas compreendidas entre 300.000 a.C. e 40.000 a.C., antes dos humanos modernos chegarem à [[Europa]] entre 70.000 a.C. e 32.000 a.C.
 
Ferramentas de pedra similares tem sido encontradas em toda a [[Europa]] sub-ártica e também no [[Oriente Médio]] e norte da [[África]].
 
Deste período aparecem os primeiros rituais funerários, o [[canibalismo]] ritual, o culto ao [[urso das cavernas]] (''Ursus spelaeus'').
 
==Características==
O Musteriense é dividido em vários grupos:
Aparecem as primeiras [[cabanas]] ao ar livre nos lugares de clima mais cálido, enquanto nos de um clima mais frio (ou nos momentos de clima frio) o homem refugia-se ao abrigo de [[caverna]]s.
*Musteriense de tradição [[Achelense]] tipo A
[[Ficheiro:Núcleo_Atapuerca_TD11.jpg|thumb|270px|Um utensílio de começos de ''Musteriense'': núcleo de Sílex procedente do nível TD-11 da jazida da "Gran Dolina" em Atapuerca.]]
*Musteriense de tradição Achelense tipo B
 
*Musteriense típico
Aparecem os primeiros enterramentos relacionados com três tipos de ritos basicamente:
*Musteriense de tipo Quina-Farrasie
* O ritual funerário
*Musteriense de denticulados
* O [[canibalismo]] ritual
* O culto ao [[urso das cavernas]]
 
A [[indústria lítica]] é realizada basicamente sobre [[lasca]]s e caracterizada pelo uso da técnica de [[talhe levallois]], que permite obter utensílios mais especializados.
 
O método da técnica de [[talhe levallois]] consiste em obter uma ou várias lascas de certa forma predeterminada a partir de uma preparação particular do núcleo, em forma facetada. Produzem-se lascas de formas aproximadamente triangulares ou de tartaruga, das quais podem surgir, com retoques marginais, raspadeiras, ou com um retoque maior, pontas de projetil.
 
== Utensílios ==
Indústria lítica destacada:
* [[Pontas musterienses]], feitas sobre [[lasca]], triangulares robustas, ligeiramente curvadas na base (estilo "forma de sapato") e com retoques fortes nos bordos (tipo "escadiforme".
* [[Fendedor]]es, realizados sobre lasca, normalmente grande, que se caracteriza pelo seu gume transversal.
* [[Facas de dorso]], lascas ou [[lâmina lítica|lâminas]] largas, nas quais um gume foi trabalhado com [[Retoque lítico|retoque]] abrupto.
* [[Denticulados]], realizado sobre lasca, onde o fio está trabalhado com uma série de encaixes.
* [[Raspador]]es, utensílios nos quais a parte ativa é constituída por uma frente moderadamente arredondada.
* [[Perfurador]]es, têm uma ponta fina e acerada.
* [[Raspadeira]]s, são instrumentos realizados sobre lasca ou sobre lâmina, por retoque contínuo.
* [[Buril (arqueologia)|Buris]], têm na sua parte ativa um fio reto ou em bisel.
 
São característicos as ferramentas com cabos.
 
==Classificação==
O Musteriense acostuma dividir-se em vários grupos. A seguinte divisão sistematizada foi realizada por [[François Bordes]], baseando-se nas indústrias que há em abrigos e cavernas do sudoeste francês e algumas dos loess e terraços do norte da [[França]]. Os tipos de musteriense estabelecidos são os seguintes:
* [[Musteriense de tradição [[AchelenseAcheulense]], tiposubdividido em tipos A e B:
** [[Musteriense de tradição Acheulense tipo A]], caracterizado pela existência de um determinado tipo de [[biface]]s.
** [[Musteriense de tradição Acheulense tipo B]], caracterizado pelo grande desenvolvimento das "[[facas de dorso]]" e a persistência escassa de bifaces.
* [[Musteriense típico]], carece de subdivisões claras e caracteriza-se pelo baixo percentagem de "[[facas de dorso]]" e a ausência de bifaces.
* [[Musteriense de tipo Quina-Ferrassie]], divide-se em dois grupos:
** O tipo Quina caracteriza-se pela prática ausência de técnica Levallois com lascas curtas.
** O tipo Ferrassie caracteriza-se pela aparição da técnica Levallois em conjuntos onde há forte proporção de raspadeiras.
* [[Musteriense de denticulados]], há uma proporção muito elevada de denticulados e encaixes.
* [[Basconense]] ou [[Musteriense de tipo Ola]], isolado como um tipo regional pelo próprio Bordes, para explicar as indústrias com fendedores no [[País Basco Francês]].
 
==Expansão==
Na Europa ocidental abundam os restos da cultura musteriense, cujo conhecimento aprofundou-se com os achados da [[Serra de Atapuerca]]. Na "Sima do Elefante" apareceram instrumentos líticos do tipo musteriense associados ao [[Homem-de-neandertal]], com fósseis de cavalos e cervos; enquanto, na "gran Dolina" o nível TD10 assinala a transição entre o [[Acheulense]] e o Musteriense, há uns 350.000 anos. Mais em cima, nos níveis TD11 e TD12, com cerca de 300.000 anos de antiguidade, aparecem utensílios sobre lasca de tamanho pequeno e mediano, e núcleos de extrações centrípetas bastante padronizados. Do mesmo volume de pedra tirava-se maior quantidade de gume. Esta técnica é associada no restante da Europa aos Neandertalenses.
 
Encontraram-se em [[Navarra]] alguns utensílios na [[Serra de Urbasa]], destacando-se os de Coscobilo, em Olazagutia, que apresenta com frequência o sílex em placas. Em [[Andaluzia]] apareceram restos na caverna de Carigüela. [[França]] amostra o maior número de vestígios musterienses. Na [[Itália]] registram-se vários achados e em [[Croácia]], o de [[Condado de Krapina-Zagorje|Krapina]].
 
A prolongação para o oriente é clara: entre 1925 e 1932, no [[Monte Carmelo]], [[Dorothy Garrod]] descobriu restos ósseos neandertaleses e modernos e abundante material cultural, incluídas peças musterienses, nas cavernas de Tabun, Wad e Skhul; outros achados musteriense s produziram-se em Kiik Koba ([[Crimeia]]); na caverna de Shanidar da [[cordilheira de Zagros]] ([[Iraque]]) e em Teshik Tash, perto de Baisum ([[Uzbequistão]]).
 
=={{Bibliografia}}==
*ANDERSON-GERFAUD, P. e HELMER, D. (1987) "L'emmanchement au Moustérien"; ''La main et l'outil: manches et emmanchement préhistoriques'': 37-54; Stordeur, D., (Éd.), Travaux de la Maison de l'Orient 15.
*ARSUAGA FERRERAS, Juan Luis (1999) ''El collar del Neandertal''. Madrid: Ediciones Temas de Hoy. ISBN 84-7880-763-4)
*BORDES, F. et Bourgon, M. (1951) "Le complexe moustérien: Moustériens, Levalloisien et Tayacien" ''L'Anthropologie'' 55: 1-23.
*BORDES, F. (1953) "Essai de classification des industries 'moustériennes'"; ''Bulletin de la Société Préhistorique Française, t. L, pp. 457-466.
*BOËDA, E. (1994) ''Le concept Levallois : variabilité des méthodes''. Paris: CNRS, monographie du CRA n° 9, 280 p.
*CARBONELL, Eudald; S. GIRALT,; B. MÁRQUEZ ET AL (1992) "El conjunto lito-técnico de la Sierra de Atapuerca en el marco del Pleistoceno Medio europeo". ''Evolución humana en Europa y los yacimientos de la sierra de Atapuerca'': 445-533. Jornadas Científicas, Castillo de La Mota, Medina del Campo. Valladolid: Consejería de Cultura y Turismo, 1995. ISBN 8478463860
*FARIZY, C., DAVID, F. e JAUBERT, J. (1994) ''Hommes et bisons du Paléolithique moyen à Mauran (Haute-Garonne)''. Paris, CNRS, XXXème supplément à ''Gallia Préhistoire''.
*FÉBLOT-AUGUSTINS, J. (1997) ''La circulation des matières premières au Paléolithique''. Liège: ERAUL.
*JAUBERT, Jacques (1999) ''Chasseurs et artisans du Moustérien'', Paris: La Maison des Roches ISBN 2-912691-05-2
*MAUREILLE, B. (2004) ''Les premières sépultures''. Paris: Le Pommier.
 
=={{Ver também}}==
*[[Idade da Pedra]]
**[[Paleolítico]]
***[[Paleolítico Inferior]]
***[[Paleolítico Médio]]
***[[Paleolítico Superior]]
*[[Evolução humana]]
**[[Homem-de-neandertal]]
 
[[Categoria:Culturas arqueológicas]]
18 242

edições