Abrir menu principal

Alterações

7 420 bytes adicionados ,  23h14min de 15 de agosto de 2010
sem resumo de edição
 
Importante, dois países parcialmente ocupados pela União Soviética, [[Alemanha]] e [[Áustria]], foram ocupados ao abrigo de um acordo com as [[Conselho de Controlo Aliado|Quatro Potências]]. O [[Irã]] foi ocupado em [[1941]] pelo conjunto das forças anglo-soviéticas. Os [[Estados Unidos]] e o [[Reino Unido]], aliados da URSS contra a [[Alemanha nazista]] durante a [[Segunda Guerra Mundial]], [[de facto]], reconheceram a ocupação dos estados do [[Leste Europeu]] pela União Soviética na [[Conferência de Ialta]], em [[1945]].
 
== II Guerra Mundial ==
{{Mais informações|[[Bloco do Leste]]}}
[[File:EasternBloc BorderChange38-48.svg|right|thumb|300px]]
Durante a Segunda Guerra Mundial, a União Soviética anexou vários países como [[Repúblicas da União Soviética|Repúblicas Socialistas Soviéticas]], que originalmente foram efetivamente cedidos a ela pela [[Alemanha nazista]] em protocolos secretos do [[Pacto Molotov-Ribbentrop]]. Estes incluíram a [[Polônia]] Oriental (incorporadas em [[Territórios polacos anexados pela União Soviética|dois diferentes RSS]]) <ref name="stalinswars43">{{Harvnb|Roberts|2006|p=43}}</ref>, [[Letônia]] (tornou-se [[RSS da Letônia]]) <ref name="wettig20">{{Harvnb|Wettig|2008|p=21}}</ref><ref name="senn">Senn, Alfred Erich, ''Lithuania 1940 : revolution from above'', Amsterdam, New York, Rodopi, 2007 ISBN 9789042022256</ref>, a [[Estónia]] (tornou-se [[RSS da Estônia]]) <ref name="wettig20"/><ref name="senn"/>, da [[Lituânia]] (tornou-se [[RSS da Lituânia]]) <ref name="wettig20"/><ref name="senn"/>, parte da [[Finlândia]] Oriental (tornou-se [[RSS Carelo-Finlandesa]]) <ref name="ckpipe">Kennedy-Pipe, Caroline, ''Stalin's Cold War'', New York : Manchester University Press, 1995, ISBN 0719042011</ref> e o leste da [[Romênia]] (tornou-se o [[RSS da Moldávia]]). <ref name="stalinswars55">{{Harvnb|Roberts|2006|p=55}}</ref><ref name="shirer794">{{Harvnb|Shirer|1990|p=794}}</ref>
 
=== Bessarábia e Bucovina do Norte ===
{{Ver artigo principal|[[Ocupação soviética da Bessarábia e Bucovina do Norte]]}}
A União Soviética, que não reconhece a soberania da Roménia sobre a [[Bessarábia]] pois a [[União da Bessarábia com a Romênia|união de 1918]], emitiu um ultimato de [[28 de junho]] de [[1940]] exigindo a retirada dos militares romenos e administração do território contestado, bem como a parte norte da província romena de [[Bucovina]] <ref name="ultimatum">{{cite web |url=http://www.unibuc.ro/eBooks/istorie/istorie1918-1940/13-4.htm |title=, ''Istoria Românilor între anii 1918-1940'' Soviet Ultimata and Replies of the Romanian Government in Ioan Scurtu |author= Theodora Stănescu-Stanciu |coauthor=Georgiana Margareta Scurtu |language=Romanian |publisher= University of Bucharest |date=2002}}</ref> com uma ameaça implícita de invasão em caso de não-cumprimento. <ref name="ultimatum">{{ro icon}} [http://www.unibuc.ro/eBooks/istorie/istorie1918-1940/13-4.htm "Soviet Ultimata and Replies of the Romanian Government"], in Ioan Scurtu, Theodora Stănescu-Stanciu, Georgiana Margareta Scurtu, ''Istoria Românilor între anii 1918-1940'', [[University of Bucharest]], 2002</ref> Sob a pressão de [[Moscou]] e [[Berlim]], o governo romeno e as forças armadas recuaram para evitar a guerra. [[Adolf Hitler]] usou a ocupação soviética da Bessarábia para justificar a ocupação alemã da Iugoslávia e da [[Grécia]] e do [[Operação Barbarossa|ataque alemão à União Soviética]].
 
=== Estados Bálticos ===
{{Ver artigo principal|[[Ocupação soviética dos Países Bálticos]]}}
[[Image:Ribbentrop-Molotov.svg|thumb|250px|right|Planned and actual divisions according to the Molotov-Ribbentrop Pact]]
{{-}}
=== Território finlandês ===
[[Image:Terijokipakten.jpg|thumb|right|250px|Molotov assina um acordo entre a União Soviética e o [[Estado fantoche]] de curta duração a [[República Democrática da Finlândia]], que existiu em todos os territórios ocupados durante a [[Guerra de Inverno]]. ]]
{{Ver artigo principal|[[República Democrática da Finlândia]] e [[Guerra de Inverno]]}}
 
A União Soviética exigiu um acordo em que a [[Finlândia]] move-se a fronteira mais longe de [[Leningrado]]. Também exigia que da Finlândia a anexação da [[Península Hanko]] (ou território similar na entrada do [[Golfo da Finlândia]]) para a URSS para a criação de uma base naval ali. <ref>D. W. Spring. 'The Soviet Decision for War against Finland, 30 November 1939'. ''Soviet Studies'', Vol. 38, No. 2 (Apr., 1986), pp. 207-226</ref> Todavia, a Finlândia recusou, e a União Soviética invadiu a Finlândia, iniciando a [[Guerra de Inverno]]. Nos territórios ocupados pela União Soviética na [[Carélia finlandesa]], que criaram a [[República Democrática da Finlândia]] (em finlandês: Suomen tasavalta kansanvaltainen), um regime fantoche soviético de curta duração. Os soviéticos também ocuparam [[Petsamo]] no Norte durante a guerra. Mais tarde, a Finlândia foi forçada a ceder parte da Carélia finlandesa no [[Tratado de Paz de Moscou]] de [[12 de Março]] de [[1940]]. O território incluia a cidade de [[Vyborg]] (segunda maior cidade do país), muitos dos territórios industrializados da Finlândia, e partes importantes ainda detidss pelo exército da Finlândia: quase 10% da Finlândia pré-guerra. Cerca de 422 mil carelianos - 12% da população da Finlândia - perderam suas casas; tropas militares e civis remanescentes foram evacuadas às pressas. A Finlândia também teve de ceder uma parte da área de [[Salla]], [[península Kalastajansaarento]] no [[Mar de Barents]] e quatro ilhas do Golfo da Finlândia. As áreas cedidas, foram integradas na [[República Autônoma Socialista Soviética da Carélia]] para formar o [[RSS Carelo-Finlandesa]].
 
Quando as hostilidades recomeçaram na [[Guerra da Continuação]], a União Soviética ocupou Petsamo mais uma vez em [[1944]], mas em outro lugar seu avanço foi interrompido antes que pudessem entrar em território finlandês. Desta vez, Petsamo todo foi cedido à União Soviética pela Finlândia no [[Armistício de Moscou]].
 
== Outras ocupações durante a Segunda Guerra Mundial ==
=== Bornholm ===
A ocupação soviética de [[Bornholm]] <ref>http://aupress.maxwell.af.mil/Books/Converse/converse.pdf.</ref> entre [[1944]]-[[1946]], tropas soviéticas ocuparam o norte da [[Noruega]] e a ilha dinamarquesa de Bornholm, estrategicamente situadas na entrada do [[mar Báltico]]. Os norte-americanos viram essas forças como objetivo estabelecer uma reivindicação de direitos de base soviética.
 
Bornholm foi fortemente bombardeada pelas forças soviéticas em maio de [[1945]]. [[Gerhard von Kamptz]], o oficial superior alemão responsável não apresentou uma capitulação por escrito, conforme exigido pelos comandantes soviéticos, vários aviões soviéticos implacavelmente bombardearam e destruíram mais de 800 casas de civis em [[Rønne]] e [[Nexø]] e seriamente feriram mais de 3000 durante 7-8 de maio de 1945. Em [[9 de maio]], as tropas soviéticas chegaram à ilha e, após uma pequena luta da guarnição alemã se renderam.<ref>{{cite web|url=http://www.bornholm.info/Historie/482we.aspx?langId=2|title=Bornholm during WW2|accessdate=6 September 2007}}</ref> Forças soviéticas deixaram a ilha em [[5 de abril]] de [[1946]].
 
=== Ocupação anglo-soviética do Irã ===
{{Ver artigo principal|[[invasão anglo-soviética do Irã]]}}
A invasão anglo-soviética do Irã foi a invasão do Irã por [[Reino Unido|forças britânicas e do Commonwealth]] e da União Soviética, batizada como Operação Rosto, de [[25 de agosto]] - [[17 de setembro]] de [[1941]]. O objetivo da invasão era assegurar os campos de petróleo do Irã e garantir linhas de alimentação (ver:[[Corredor persa]]) para os soviéticos lutar contra a [[Alemanha nazista]] na [[Frente Oriental (Segunda Guerra Mundial)|Frente Oriental]].
 
{{referências}}