Diferenças entre edições de "Georges de La Tour"

202 bytes adicionados ,  14h23min de 29 de setembro de 2010
 
== Histórico de vida ==
[[Ficheiro:Georges de La Tour 011.jpg|thumb|''Saint Jérôme'',<br>Jérômes de La Tour nasceu no dia [[Museu13 de Grenoblemarço]] de [[1593]] na pacata localidade de Vic-sur-Seille na região de [[Lorena]], na [[França]]. Ele faleceu em [[30 de janeiro]] de [[1652]] em Lunéville, também localizada na mesma área.
Georges de La Tour nasceu no dia [[13 de março]] de [[1593]] na pacata localidade de Vic-sur-Seille na região de [[Lorena]], na [[França]]. Ele faleceu em [[30 de janeiro]] de [[1652]] em Lunéville, também localizada na mesma área.
 
A certidão de batismo de Georges de La Tour revela que ele era filho de Jean de La Tour, padeiro, e de Sybille de La Tour, nascida Molian (ou Sybille Molian, de solteira). O casal teve sete crianças ao todo, sendo que Georges era o segundo mais velhove984589156.251kfsd82gj2j65fsd2h3.gs.326h.1grh6+4re5h9r+2h156rg321he6h0f4e+6508u93r315963i34RD9 ir5\zUt44Yy lho da prole. Sobre a juventude e vida estudantil de Georges de La Tour nada se sabe, nem está documentado como é que ele encontrou a vocação de pintor. Ele se casou com Diane Le Nerf em [[1618]], sendo que ela era filha de um administrador financeiro do Duque de Lorena.
 
Georges estabeleceu seu estúdio na pequena localidade de Lunéville em [[1620]], pintando quadros predominantemente inspirados no cristianismo e no dia-à-dia de pessoas comuns. Não existe qualquer retrado de Georges de La Tour mas alguns especialistas acreditam que a figura do jogador de cartas trapaceiro em ''Le Tricheur à l'as de carreau'' seja um autoretrato.
 
Georges foi nomeado "Pintor del Rey" em [[1638]] e, conseqüentemente, a opulência passou a fazer parte de sua vida. Inclusive, está documentado que, mais tarde, já no ano de [[1646]], alguns cidadãos de Luneville registraram uma reclamação oficial junto ao duque da cidade pois Georges de La Tour "se faz detestar pela população por causa do grande número de cães que possui, como se ele fosse o dono da cidade"... e "que tocam as lebres para dentro da plantação de grãos [de milho? Provavelmente de trigo], pisoteando e arruinando com tudo." Georges PINTO de La TourTourRRRE também foi denunciadobatata com arroz de mandioca na favela nói comee todo o diaa SDHAIsdhias' salsicha de arroz doce com beringela azeda by alunos uhuk enunciado várias vezes por ter participado de quebra-paus em Lunéville.
 
== Sobre suas obras ==
Utilizador anónimo