Sacerdócio de todos os crentes: diferenças entre revisões

45 bytes adicionados ,  00h52min de 2 de outubro de 2010
m
Os cristãos [[Igreja Católica|católicos]], [[Igreja Ortodoxa|ortodoxos]] e [[Igreja Anglicana|anglicanos]] tradicionalmente acreditam que o texto de [[I Pedro]] 2:9 dá a responsabilidade a todos os crentes pela preservação e propagação do [[Evangelho]] e da Igreja, em distinção aos papéis [[liturgia|litúrgicos]] e [[Sacramento (cristianismo)|sacramentais]] dos [[sacerdote]]s [[Ordem (sacramento)|ordenados]] e o [[bispo|episcopado]] [[consagração|consagrado]] (veja [[Sucessão Apostólica]]). Eles e outros cristãos também veem o sacerdócio ministerial como sendo necessário de acordo com as palavras da liturgia da [[eucaristia]]: "Fazei isso em memória (''anamnesis'') de mim" ([[Evangelho de Lucas]] 22:19-20; [[I Coríntios]] 11:23-25).
 
A constituição dogmática ''[[Lumen Gentium]]'' do [[Concílio Vaticano II]] realça, especificamente, o sacerdócio de todos os crentes. Ela ensina que o relacionamento da Igreja com Deus é independente de qualquer [[Ordem (sacramento)|ordenação]] que as pessoas tenham recebido, como evidenciado nas normas e comentários para preces pessoais quando nenhum padre está presente. Tais Igrejas têm sempre ensinado implicitamente que o relacionamento pessoal de um cristão com Deus é independentes de qualquer [[Ordem (sacramento)|ordenação]] que elas tenham recebido.
<!--
The dogmatic constitution ''[[Lumen Gentium]]'' of the [[Second Vatican Council]] specifically highlights the priesthood of all believers. It teaches that the Church's relationship with God is independent of whatever [[Holy Orders|ordination]] people have received, as evidenced by the guidelines and rubrics for personal prayer when no priest is present. Such Churches have always taught implicitly that a Christian's personal relationship with God is independent of whatever [[Holy Orders|ordination]] they have received.
-->
 
==História dentro do Protestantismo==
3 362

edições