Diferenças entre edições de "Telescópio amador"

22 bytes adicionados ,  17h06min de 25 de dezembro de 2010
m
sem resumo de edição
m (Removendo categoria "Física" (usando HotCat))
m
É importante notar que os telescópios amadores fizeram no passado uma série impressionante de descobertas astronômicas e ainda hoje têm papel importante. Nota-se também que a figura de [[astrônomo]] profissional somente apareceu no [[século XVIII]], bem depois de [[Tycho Brahe]], [[Johannes Kepler]] e [[Galileu Galilei]].
 
Atualmente, com os equipamentos acessórios que são instalados nos telescópios amadores, como câmeras [[CCD]], a capacidade de observação e medição com aparelhos simples e pequenos (um telescópio refletor com diâmetro efetivo do espelho coletor de 20 cm) pode ser tão potente quanto a de um telescópio grande do passado (um telescópio refletor com diâmetro de espelho de 1 [[metro]]). Um telescópio pequeno e moderno de um amador dedicado hoje é tão eficiente como um telescópio grande do passado. Os melhores aparelhos amadores são robotizados (com motores controlados por computador) e chipes CCD substituem os olhos na tarefa de receber a luz visível ou radiação espectral. As imagens digitais são encaminhadas pelos fios de comunicação até um [[computador]] PC, onde a imagem é processada e analisada. Deve-se ressaltar que os olhos humanos não apresentam a sensibilidade suficiente para observar corpos do céu profundo como [[galáxia]]s pequenas entre outros objetos distantes e de brilho tênue, a não ser a galáxia de [[Andrômeda (galáxia)|Andrômeda]] e poucas outras menores.
 
Alguns amadores constroem seus próprios espectrógrafos para mapeamento solar e de outras estrelas em diferentes comprimentos da radiação espectral. Isso é feito a partir de cópias utilizáveis de [[redes de difração]].
40 114

edições