Diferenças entre edições de "Galego-asturiano"

3 bytes adicionados ,  23h16min de 2 de janeiro de 2011
m
<big>[[Sintaxe|'''c) Sintáticos''']]</big>
 
* Conservação dos sintagmas preposicionais partitivos (acusativo parcial) nas cláusulas limitativas ou especificativas contidas junto a verbos transitivos. O uso de partitivos no galego-asturiano é bastante raro, assim, não se observam nenhum vestígio nos provérbios tradicionais de Fernández Fernández, ([[1898]]), como também no periódico ‘El Castropol’ [[(1905)]], nem no «Aldeano», ([[1932]]), não temos tampouco referência alguma no dicionário de Acevedo, (1932). García García em [[1976]], na sua teses doutoral: «El Habla del Franco», é o melhor que tem documentado. Os exemplos que da Fernández Vior pra [[A Veiga]], entende-se melhor como elipses dos falantes que como propriamente partitivos, assim: ''Botame bèn della'', ''Einda temos dél'', (veja-se, “El habla de la Vega, A Veiga y su conceyo”, p. 216), outro tanto pode-se dizer, de Celso Muñiz para [[O Valledor]], (El habla de Valledor, p. 266). Em galego, documente-se também este uso impróprio do partitivo no Val do Suarna. <ref>Rodríguez Castellano, ‘’El habla del Valle del Suarna’’, p. 168. Veja-se também «Informe sobro a fala ou galego asturiano», publicado póla Academia da Língua Asturiana no ano 2006, p. 31; Bechara, Evanildo, Moderna Gramática Portuguesa, 36ª edição, 2003, p. 161; Cidrás Escáneo, Francisco (1998): “Marcaxe preposicional do obxecto en galego. Emerxencia e vicisitudes dun proceso de gramaticalización sintáctica”, in Dieter Kremer (ed.): Homenaxe a Ramón Lorenzo. Vigo: Galaxia, vol II: 569-580)</ref>
 
* Resulta também característico do eonaviego, o cambio de gênero para precisar um coletivo o um número impreciso de cousas, assim "el anada", "el herba", (distinguese asín "a hèrba" uma folha de grama, de "el hèrba", uma sacada de grama), também em sintagmas adverbiais como "da feito", "da remoyo", etc. Veja-se exemplos dos provérbios do século XIX: “A terra que da á ortiga é pra mía filla/ a que nún la cría è prá mía vecía”, “El anada d’un mal ano/ máyase nún eirado”
::: - “Irei buscarvos pra véremo-los xuntos”.<br/>
::: - “Vid’a mía casa pra miraremos esos llibros”.<br/>
 
 
==[[Provérbios|Comparativa de algúns provérbios]]==
445

edições