Diferenças entre edições de "Zagor"

40 bytes adicionados ,  20h15min de 2 de abril de 2011
m
 
=== Breve História ===
O nome Zagor é uma abreviação de Za-gor-te-nay, ou seja, "O espírito dacom a machadinha" (em dialeto dos índios algonquinos). Ao perder seus pais passou a dedicar sua vida à defesa da paz e da ordem na imaginária floresta de Darkwood, situada na região dos [[Estados Unidos da América|Estados Unidos]] conhecida por "As 13 Colônias". Zagor possui extraordinários reflexos e dotes atléticos e é extremamente hábil no uso de sua machadinha. Os seus feitos, além da impressão causada por suas vestes e por seu grito de guerra (um característico "AAHHYAAKK!") o fazem ser considerado pelos índios como uma espécie de semi-deus enviado por Manitu. O ambiente das histórias é o velho oeste, mas G. Nolitta (Sérgio Bonelli) inseriu alguns elementos fantásticos, assombrações, ficção científica, e coisas do gênero. O verdadeiro nome de Zagor é Patrick Wilding (conforme os leitores italianos puderam constatar ao ler o Zagor Speciale n.7 (A Lenda de Wandering Fitzy), Zagor n.5 pela [[Editora Mythos|Mythos]]).
 
Por que o codinome "Espírito da Machadinha"? Porque Zagor habitualmente combate usando como arma uma espécie de machadinha (na verdade, um tomahawk) feita de pedra com cabo de madeira. Não obstante traga uma pistola na cintura, geralmente evita usá-la, preferindo lutar com as chamadas armas brancas ou com as mãos nuas.
Utilizador anónimo