Diferenças entre edições de "Problemas sociais do Brasil"

1 270 bytes adicionados ,  22h40min de 29 de julho de 2011
Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 - Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil/IBGE
m (-link de mês)
(Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 - Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil/IBGE)
A [[expectativa de vida]] do brasileiro tem aumentado nas últimas décadas. Segundo dados de 2009 do [[IBGE]], a esperança de vida dos brasileiros é de 72 anos e 10 meses, índice distante ainda de países como [[Japão]], [[Suíça]], [[Islândia]], [[Austrália]], [[França]] e [[Itália]], onde a vida média é superior a 81 anos.<ref name="evm"/>
 
O acesso ao atendimento médico repercute na expectativa de vida, motivo que também mostra diferenças desse indicador nos dados regionais. ANa região Sudeste, que em [[2010]] concentrava 42% da população do país, também estão 55% dos médicos do País, o que dá uma média de 439 habitantes por profissional, sendo mil pessoas por médico a recomendação da [[OMS]]. Já a região Norte tem 1.130 habitantes por cada profissional. A quantidade de médicos no Brasil, segundo levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina, mostra que não há problemas em relação à oferta em atividade desses profissionais e, sim, uma desigualdade na distribuição.<ref>Formenti, Lígia (8 de abril de 2010). ''Número de médicos em atividade no Brasil cresce 27% em 9 anos''. Caderno ''Vida''. ''[[O Estado de S.Paulo]]''</ref>
 
Outro fator que diminuiçãodiminui a expectativa de vida são as mortes provocadas por acidentes de transporte. Os maiores valores, segundo dados do [[IBGE]] relativos a [[2007]], eramsão observados nas regiões Centro-Oeste (44,8/100 mil habitantes) e Sul (43,2/100 mil hab.) - valores superiores à média brasileira (20,3/100 mil hab.), mantendo o mesmo padrão de [[2004]].<ref name=deseust/>
 
A promulgação do último Código de Trânsito, em 1997, resultou na queda de acidentes de trânsito entre 1997 e 2000, mas, desde então, os números voltaram a subir substancialmente até 2004 com o retorno ao nível anterior ao Código.<ref name="Waiselfisz"/> Em [[2008]], levaram o Brasil à 10ª posição entre os 100 países do mundo analisados e à 14ª em relação às vítimas jovens.<ref name="Waiselfisz"/>
 
Outro fator que influencia na expectativa de vida é a qualidade da dieta alimentar da população, visto que os alimentos de alto teor energético e baixo teor de nutrientes, como os alimentos industrializados (biscoitos recheados, salgadinhos, doces etc.), fazem parte do hábito alimentar do brasileiro, cujas consequências são [[obesidade]] e muitas [[doenças crônicas]] não transmissíveis.<ref name="pofconsumoalimentar">Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 - Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil/IBGE (28 de julho de 2011). ''[http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/pof/2008_2009_analise_consumo/pofanalise_2008_2009.pdf Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009]'', acesso em 29 de julho de 2011</ref>O refrigerante, por exemplo, é rico em açúcar e está entre os cinco produtos mais consumidos pelos brasileiros.<ref name="pofconsumoalimentar"/>Mais de 80% dos brasileiros excedem o nível seguro de ingestão diária de sódio.<ref name="pofconsumoalimentar"/> Pesquisa do IBGE divulgada em julho de 2011 também aponta que o brasileiro consome menos frutas, verduras, legumes, leite e alimentos com fibras do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde.<ref name="pofconsumoalimentar"/>
 
==Violência==
5 709

edições