Diferenças entre edições de "Partido dos Trabalhadores do Curdistão"

1 203 bytes adicionados ,  00h16min de 7 de setembro de 2011
sem resumo de edição
m (r2.7.1) (Robô: A modificar: ku:Partiya Karkerên Kurdistanê)
{{revisar|data=Abril de 2008}}
{{Sem-fontes|data=Fevereiro de 2008}}
 
[[Ficheiro:Anti-PKK demonstration in Kadiköy.jpg|thumb|200px|right|manifestação anti-pkk em [[Kadiköy]], [[Turquia]]]]
 
{{Info/Organização militante
'''Partido dos Trabalhadores do Curdistão''' (em [[Língua curda|Curdo]], ''Partiya Karkerên Kurdistan'' ou PKK) é um partido militante armado fundado em [[1970]], foi conduzido até sua captura por [[Abdullah Öcalan]]. A ideologia do PKK é o [[marxismo]] e o nacionalismo [[curdo]].
|nome = Partido dos Trabalhadores do Curdistão<br><small>Partiya Karkerên Kurdistan (PKK)</small>
 
|logo = PKK.svg
O PKK tem por objetivo a criação de um estado [[Curdistão|curdo]] independente socialista no território que alega como [[Curdistão]], uma área que compreende partes do sudeste da [[Turquia]], nordeste do [[Iraque]], nordeste da [[Síria]] e noroeste do [[Irã]] e é contra qualquer mudança do tamanho do território alegado como [[Curdistão]].
|legenda = A bandeira atual do PKK, usada desde 2005
|datas = 1978 - Presente
|líder = Murat Karayilan (atual)<br>[[Abdullah Öcalan]] (fundador)
|motivos = Direitos culturais e políticos para a população curda na Turquia.
|área = [[Turquia]], [[Iraque]], [[Irã]] e [[Síria]]
|ideologia = [[Socialismo]]<br>[[Nacionalismo]]
|crimes =
|ataques =
|status =
|tamanho =
|renda =
|financiamento =
}}
 
O '''Partido dos Trabalhadores do Curdistão''' (em [[Língua curda|curdo]]: ''Partiya Karkerên Kurdistan'' ou ''پارتی کار کهرانی کوردستان'' ''Parti Karkerani Kurdistan''), vulgarmente conhecido como '''PKK''', também conhecido como '''KGK''' e anteriormente conhecido como '''KADEK''' ou '''Kongra-Gel''',<ref name="USTerrorList2">{{Cite web| url=http://www.state.gov/s/ct/rls/crt/2006/82738.htm| work=Country Reports on Terrorism|title=Chapter 6—Terrorist Groups| date=2005-04-27| publisher=[[United States Department of State]]
O partido é uma organização [[secessão|secessionista]] que utiliza da força e ameaça de força tanto contra cilvis quanto militares a fim de alcançar seu objetivo político.
<!--use in case of emergency | archiveurl=http://web.archive.org/web/20050526080545/http://www.state.gov/s/ct/rls/45394.htm| archivedate=2005-05-26 --> | accessdate=2008-07-23}}</ref> é uma organização [[Curdos|Curda]], que desde 1984 vem se engajando em uma luta armada contra o estado turco, por um [[Curdistão]] autônomo e mais direitos culturais e políticos para os curdos na [[Turquia]].<ref name=tahiri>Tahiri, Hussein. ''The Structure of Kurdish Society and the Struggle for a Kurdish State.'' Costa Mesa, California: Mazda Publications 2007. pp 232 ff</ref>
O grupo foi fundado em 27 de novembro de 1978 e foi liderado por [[Abdullah Öcalan]]. A ideologia do PKK foi originalmente uma fusão do [[socialismo revolucionário]] e do [[Nacionalismo|nacionalismo curdo]] - embora desde a sua prisão, Öcalan tenha abandonado o [[Marxismo|marxismo ortodoxo]].<ref name="Abdullah Ocalan 2007, p. 243-277">Abdullah Ocalan, "Prison Writings: The Roots of Civilisation", 2007, Pluto Press. (p. 243-277)</ref>
 
O PKK é listado como uma organização [[Terrorismo|terrorista]] internacional por um número de estados e organizações, incluindo os [[Estados Unidos]].<ref name="USTerrorList2"/><ref>According to Stephen R. Barnhart, PKK is a brutal organisation which has been indiscriminately conducting a bloody campaign of violence against the people of Turkey., Stephen R. Barnhart, ''International terrorism and political violence: the entity of trans-national criminal organisations and new terrorisms in the Balkans-Middle East and Eastern Europe, and its effect on the entire world!'', Trafford Publishing, 2002, [http://books.google.com/books?id=kWK385cUCVoC&pg=PA105&dq#v=onepage&q&f=false].</ref> A Turquia tem rotulado a organização como uma organização [[Nacionalismo étnico|étnica separatista]], que usa o terrorismo e a ameaça da força contra civis<ref name=csm>{{Cite news|title=Turkish Kurds: some back the state|work=Christian Science Monitor|date=2007-07-06|url=http://www.csmonitor.com/2007/0706/p06s02-wosc.html}}</ref><ref>{{Cite news|title=PKK baskınına uğrayan Kürt köyleri ABD gazetesine haber oldu|language=Turco|work=[[Milliyet]]|date=2007-07-07|url=http://www.milliyet.com.tr/2007/07/07/son/sondun06.asp}}</ref> e alvos militares, com a finalidade de alcançar os seus objetivos políticos.
Fundado em [[1978]], o '''Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK)''' é a principal força entre a população curda. É considerado ilegal e seu líder, [[Abdulláh Oçalan]], foi preso em fevereiro, no [[Quênia]]. Mantém posições de [[esquerda]] revolucionária e sua tática tem sido desenvolver uma [[guerrilha]] popular, a partir do [[campesinato]], haja vista que 99% das indústrias se concentram na zona [[turca]] do país. Prega um estado federal respeitando as fronteiras turcas. Desde [[1984]], impulsiona uma organização de guerrilhas e ergueu um [[Parlamento Curdo no Exílio]] (PKE), com sede na [[Europa]]. Apoia, ademais, o [[Partido da Democracia do Povo]] (HADEP).
 
== {{Ligações externas}} ==
O PKE, proclamou-se em abril de [[1995]] como única forma de representar o povo curdo na Turquia. Está composto por 65 membros, entre eles a [[Frente de Libertação Nacional do Curdistão]] (FLNK) - braço político do PKK -, representantes do [[islamismo|movimento islâmico]] (não [[fundamentalista]]), intelectuais, mulheres e personalidades independentes. Está composto, também, de membros originários das quatro partes do Curdistão, com a imensa procedência do Curdistão turco. Se auto-afirma "solidário com a luta armada do PKK contra o Estado turco e sua ideologia racista". Essa solidariedade se expressa por meios legais e diplomáticos. A principal função do PKE é conseguir apoio internacional para uma solução política da questão.
 
* [http://www.pkk-online.org PKKSite PáginaOficial oficialdo PKK]
A força do PKK é de uns 10.000 a 15.000 membros dedicados exclusivamente à guerrilha, 5.000 a 6.000 dos quais estão na Turquia; 60.000 a 75.000 militantes que se dedicam parcialmente à guerrilha; e centenas de simpatizantes na Turquia e Europa. Atua na Turquia e Europa Ocidental.
* [http://guiadoestudante.abril.com.br/estudar/historia/curdos-conflito-nao-tem-fim-434540.shtml Curdos, um conflito que não tem fim]
* [http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL154362-5602,00-ENTENDA+O+CONFLITO+ENTRE+A+TURQUIA+E+OS+CURDOS+DO+PKK.html Entenda o conflito entre a Turquia e os curdos do PKK]
 
{{referências}}
== {{Links externos}} ==
* [http://www.pkk-online.org PKK Página oficial]
* http://burn.ucsd.edu/~ats/PKK/pkk.html
 
{{esboço-política}}
 
[[Categoria:Política do Curdistão]]
1 674

edições