Diferenças entre edições de "École Normale de Musique"

48 bytes adicionados ,  16h16min de 21 de janeiro de 2012
m
Checkwiki + ajustes
m (Removendo categoria "Escolas de música"; Adicionando "Escolas de música da França" (usando HotCat))
m (Checkwiki + ajustes)
'''École normale de musique''' é um conservatório e instituição [[Canadá|canadense]] de treinamento de professores, fundada em [[1926]]. Tomava parte do "Institut pédagogique" de Westmount (Montreal), dirigido pelas Irmãs da Congregação de Notre Dame. As outras duas partes Institut pédagogique eram o Cégio Marguerite-Bourgueoyes que oferecia estudos clássicos (p. ex, o acadêmico geral) e mais tarde, cursos de instrução pedagogica em música, e a École normale, obteve uma nota A em matéria de ensino.
 
Restringido às meninas e mulheres durante seus primeiros 40 anos, a École normale de musique começaram a admitir meninos e homens em [[1966]]. Era afiliada entre 1926-67 com a Universidade de Montreal. De [[1969]] até [[1976]] (quando deixou de existir como uma instituição privada), deu cursos de música de nível universitario conforme um acordo contratual com a "UQAM", a universidade ministrava os exames e emitindia os diplomas.
 
A escola foi dirigida de 1926-1930 pela Irmã Saint-Édouard-Martyr e 1930-1942 pela Irmã Sainte-Cécile-des-Ange (ambas professoras de piano), [[1942]]-[[1954]] pela Irmã Charlotte Cadoret, [[1954]]-[[1957]] pela Irmã Saint-Roméo e [[1957]]-[[1976]] pela Irmã Marcelle Corneille.
 
Os primeiros três diplomas de ensino da escola foram concedidos em [[1927]] de junho a Charlotte Cadoret, Eileen Gillis, e Jeanne Turcotte. Aulas de órgão começou por volta de [[1930]]. Entre os membros do pessoal pedagógico durante os anos foram: Françoise Aubut, Eugène Lapierre, e Lucienne L'Heureux-Arel (órgão); Alexander Brott (Batuta); Claude Champagne (solfejo e harmonia); Albert Cornellier, France Dion, Roger Filiatrault, Irmã Louis-Raymond, Jean Riddez, e Micheline Tessier (Coral); André Gagnon (harmonia em piano); Henri Garrouteigt (canto gregoriano); Luis Grinhauz, Stephen Kondaks, e Maurice Onderet (violino); Jean Leduc, E. Robert Schmitz, e William Stevens (piano); Pierre Mollet (performance); Antoine Padilla (literatura musical); Frédéric Pelletier (história de música); e Michel Perrault (harmonia).
A École normale de musique foi dividido em três seções.
 
== Primeira seção ==
A primeira seção, um conservatório para jovens estudantes, anexa à Cúpula da Congregação de Estudos de Música e consistia em cinco estágios de dois anos, cada um oferecendo um certificado. No programa consistia teoria, harmonia, solfejo, técnica instrumental ou vocal, leitura musical, ditado musical, e performance. O estudante poderia completar o mestrado em música enquanto cursava o 11º grau e ser admitida para um "baccalauréat" (bacharelado) ou, mais tarde para o curso de nível universitário com especialização em música.
 
== Segunda seção ==
A segunda seção, uma faculdade-conservatório para estudantes mais avançados, deu treinamento profissional que correspondia a graus universitários. Assim Bacharelado de quatro anos em música provia um diploma pedagógico depois do segundo ano. O diploma de artista foi substituído pelo Mestrado em másica instrumental (reduzido a um ano) depois que a faculdade de música da Universidade de Montreal foi criada em [[1950]]. (Começando em [[1967]], os alunos no nível de instrução pedagogica especializando em música também pertenciam a esta seção).
 
== Terceira seção ==
A terceira seção era um centro de treinamento de professores de música projetado para equipar os professores com carga pedagógica para pré-escola, escola primária, e escola secundária habilidades. O BES (british election System) (opção de música A e B), concedido pelo Ministério de Educação de Quebec, foi introduzido em [[1964]].
 
{{Portal3|Música}}
 
{{DEFAULTSORT:Ecole Normale Musique}}
[[Categoria:Escolas de música da França]]
718 366

edições