Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 03h26min de 13 de março de 2012
sem resumo de edição
[[Ficheiro:RSF trilingual.gif|thumb|Logo em inglês, francês e espanhol.]]
 
'''Repórteres sem Fronteiras''' ('''RSF''') é uma [[organização não-governamental]] internacional cujo objetivo declarado é defender a [[liberdade de imprensa]] no mundo. Nos seus comunicados à imprensa e nas suas publicações, RSF declara: {{Quote|''"Repórteres sem Fronteiras defende os jornalistes aprisionados e a liberdade de imprensa no mundo, isto é o direito de informar e ser informado, de acordo com o artigo 19 da [[Declaração universal dos direitos do Homem]]."''}}Fundada pelo francês [[Robert Ménard]] em [[1985]], seu lema é: "Sem uma imprensa livre, nenhum combate pode ser ouvido".<ref>[http://www.rsf.org/Presentation-de-Reporters-sans.html « Présentation de RSF »] {{fr}}. Reporters sans frontières, 22 de abril de 2009.</ref>
'''Repórteres sem Fronteiras''' ('''RSF''') é uma [[organização não-governamental]] internacional que visa a defender a [[liberdade de imprensa]] no mundo.
 
'''RSF''' é membro e fundadora da organização [[Intercâmbio Internacional pelade Liberdade de Expressão|International Freedom of Expression Exchange]] (IFEX), uma rede mundial de mais de 70 organizações não-governamentais de defesa da [[liberdade de expressão]], que monitora violações à [[liberdade de imprensa]] e de expressão, movendo campanhas de defesa de [[jornalista]]s, [[escritor]]es, usuários de [[Internet]] e outros que possam ser vítimas de perseguição pelo exercício do direito à expressão.
 
Em [[2005]], a organização foi agraciada com o [[Prêmio Sakharov]] para a liberdade de espírito, conferido pelo [[Parlamento Europeu]]. Para o período de outubro de 2008 a janeiro de 2012, seu secretário-geral é [[Jean-François Julliard]],<ref>[http://www.bakchich.info/+RSF-Robert-Menard-s-en-va,01206+.html Robert Ménard est remplacé par Jean-François Julliard]</ref> sucedendo a Robert Ménard, que dirigia a organização desde a sua fundação.
 
A entidade foi objeto de críticas, tendo sido acusada [[pró-americanismo]]. Também foi criticada por suas campanhas contra [[Cuba]] e a [[Venezuela]], por sua recusa em abordar as questões de liberdade de imprensa na França e por suas ações contra a realização dos Jogos Olímpicos de 2008 em Pequim. Além disso, é criticada por ser parcialmente financiada pela ''[[National Endowment for Democracy]]'' (NED),<ref>[http://www.lefigaro.fr/actualites/2008/04/21/01001-20080421ARTFIG00365-revelations-surlefinancement-de-reporters-sans-frontieres.php Révélations sur le financement de RSF], por Marie-Christine Tabet. ''[[Le Figaro]]'', 21 de abril de 2008.</ref> pela ''[[Open Society Institute]]'' de [[George Soros]], pelo ''Center for Free Cuba'', pela [[União Europeia]] e por grandes empresas transnacionais.
<!--
L'ancien rédacteur en chef du journal [[La Croix]], [[Dominique Gerbaud]], a été élu président le jeudi 1{{er}} octobre 2009. Il souhaite que l'association « incarne une autorité morale, au service moins des journalistes que de la liberté de la presse »<ref>
{{Lien web
| url = http://www.la-croix.com/Dominique-Gerbaud-president-de-Reporters-sans-frontieres/article/2395550/1097
| titre = Dominique Gerbaud élu président de Reporters sans frontières
| id =
| série =
| auteur = Bruno Bouvet
| lien auteur =
| coauteurs =
| date =
| année =
| mois =
| site =
| éditeur = [[La Croix]]
| isbn =
| page =
| citation =
| en ligne le = 01/10/2009
| consulté le = 11/03/2011
}}
</ref>. -->
 
'''RSF''' é membro e fundadora da organização [[Intercâmbio Internacional pela Liberdade de Expressão]] (IFEX), uma rede mundial de mais de 70 organizações não-governamentais de defesa da liberdade de expressão, que monitora violações à liberdade de imprensa e de expressão, movendo campanhas de defesa de [[jornalista]]s, [[escritor]]es, usuários de [[Internet]] e outros que possam ser vítimas de perseguição pelo exercício do direito à expressão.
 
== Ações ==