Diferenças entre edições de "Cesar Maia"

1 960 bytes adicionados ,  14h41min de 2 de abril de 2012
sem resumo de edição
m (Alteração do link "Câmara dos Deputados" para "Câmara dos Deputados do Brasil")
No terceiro mandato ([[2005]]–[[2008]]) Cesar construiu o ''Planetário de Santa Cruz''<ref>[http://www.cesarmaia.com.br/site/realizacoes/planetario-santa-cruz.asp Planetário de Santa Cruz]</ref> e equipamentos esportivos visando os [[Jogos Panamericanos]] de [[2007]]. O [[Parque Aquático Maria Lenk]],<ref>[http://www.cesarmaia.com.br/site/realizacoes/parque-aquatico-maria-lenk.asp Parque Aquático Maria Lenk]</ref> o [[Estádio Olímpico João Havelange (Rio de Janeiro)|Estádio Olímpico João Havelange]]<ref>[http://www.cesarmaia.com.br/site/realizacoes/estadio-joao-havelange-engenhao.asp Estádio Olímpico João Havelange]</ref> e a [[Arena do Rio]]<ref>[http://www.cesarmaia.com.br/site/realizacoes/arena-do-rio.asp Arena do Rio]</ref> foram alguns dos equipamentos construídos na terceira administração Cesar Maia.
 
=== Críticas ===
No geral, as ruas da capital foram deixadas em péssimo estado de conservação por [[César Maia]], o que obrigou a prefeitura posterior a realizar muitas obras de conservação. 98% das ruas do Rio de janeiro foram avaliadas como tendo asfalto regular, ruim, ou péssimo, em 2009. <ref>[http://oglobo.globo.com/rio/mat/2008/12/08/cesar_maia_faz_balanco_dos_seus_16_anos_na_prefeitura_do_rio_fala_de_caixa_favelizacao-586891308.asp César Maia diz que freou gastos com conservação da cidade]</ref>
 
César Maia é muito elogiado pelas realizações de seu primeiro mandato, 1993-1996, onde realizou grandes obras como a [[Linha Amarela]] e o Rio Cidade. Porém, nos outros 2 mandatos, entre 2001 e 2008, sofreu criticismos crescentes.
 
Nos [[Jogos Pan-Americanos de 2007]], várias obras atrasaram, sendo inauguradas a poucos dias dos Jogos ou mesmo sendo adiadas para depois do evento.<ref>{{citar web|url=http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL472-5606,00.html|titulo=Atraso em obras do Pan leva Cabral a criar força-tarefa para jogos|autor=G1|data=10 de janeiro de 2007|acessodata=18 de dezembro de 2009|língua=português}}</ref> Houve acusações de que as obras teriam sido atrasadas de propósito para que fossem dispensadas as licitações, o que facilitaria desvio de dinheiro público.
 
Em 2008, com a decisão do [[STF]] de proibir o [[nepotismo]] no Brasil, Cesar Maia transformou uma subsecretaria em secretaria para manter sua irmã na prefeitura do Rio de Janeiro, de acordo com exceção para cargos de ministro e secretário à tal proibição.<ref>http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u438107.shtml</ref>
 
No geral, as ruas da capital foram deixadas em péssimo estado de conservação por [[César Maia]], o que obrigou a prefeitura posterior a realizar muitas obras de conservação. 98% das ruas do Rio de janeiro foram avaliadas como tendo asfalto regular, ruim, ou péssimo, em 2009. <ref>[http://oglobo.globo.com/rio/mat/2008/12/08/cesar_maia_faz_balanco_dos_seus_16_anos_na_prefeitura_do_rio_fala_de_caixa_favelizacao-586891308.asp César Maia diz que freou gastos com conservação da cidade]</ref>
A obra mais polêmica da última gestão Cesar Maia foi a [[Cidade da Música]].
 
A obra mais polêmica da última gestão Cesar Maia foi a [[Cidade da Música]]. A obra foi considerada excessivamente cara, além de haver suspeitas de superfaturamento; embora tenha sido inaugurada em 2008 por César Maia, não está concluída até hoje, embora tenham sido gastos mais de R$ 473 milhões.<ref>[http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2011/04/07/secretario-municipal-de-cultura-diz-que-cidade-da-musica-ficara-pronta-em-julho-924187613.asp Secretário municipal de Cultura diz que Cidade da Música ficará pronta em julho] O Globo - 8 de abril de 2011</ref>. Na época, foi também considerada não-prioritária, visto que a cidade do Rio de Janeiro possuía diversos problemas graves que poderiam ter sido amenizados com o enorme volume de dinheiro aplicado na obra. A Cidade da Música é considerada por muitos a maior falha de César, que o fez perder muito de sua popularidade. Tanto é que, posteriormente, tentou concorrer ao Senado Federal, em 2010, mas amargou um 4º lugar com apenas 11% dos votos.<ref>[http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/10/lindberg-farias-pt-e-eleito-senador-do-rio-de-janeiro.html César Maia fica em quarto lugar na eleição para Senador em 2010]</ref>
 
== Presença na internet ==
Utilizador anónimo