Diferenças entre edições de "Música católica popular"

5 bytes removidos ,  11h55min de 23 de maio de 2012
sem resumo de edição
No final da [[década de 1970]] e começo de [[Década de 1980|1980]], com a ascensão do movimento da [[Renovação Carismática Católica]], a música católica popular começou a ganhar variedade. Começa a despontar o padre [[Jonas Abib]], da [[Comunidades novas|Comunidade católica]] [[Renovação Carismática Católica|carismática]] [[Canção Nova]], que começou timidamente com suas próprias canções em [[1977]], depois gravando, aos poucos, as músicas católicas populares que iam sendo compostas, mas também inserindo músicas do [[Pentecostalismo]] e [[Neopentecostalismo]] dentro da [[Igreja Católica]], até pela escassez de músicas católicas que se adequassem à nova realidade.
 
Para incentivar o surgimento de compositores católicos, começaram a aparecer Festivais da Música Católica em todo país, dos quais saíram grandes compositores da atualidade como [[Nelsinho Corrêa]] , Eugênio Jorge e Luiz Carvalho, fundador da [http://www.comunidaderecado.com Comunidade Recado]] que é referência internacional na música católica. Padre Jonas, então, começou a dar prioridade a estes, fazendo sucesso com canções como: "Vem Maria Vem", "Mexe e Remexe", "Estás Entre Nós", "Escolhida", "Brisa Leve", "Te Dar a Paz", "Vem, Espírito de Deus" e "Quem é Esta Que Avança Como a Aurora", "Princípio e Fim", "Rumo Certo" e "Um Tal Jesus".
 
Contemporaneamente a Padre Jonas, a Associação do Senhor Jesus, de uma iniciativa do intérprete Kater, começou a produzir a coleção ''Louvemos o Senhor'', em [[1977]]. Essa coleção segue os moldes do iniciante Padre Jonas, trazendo à tona músicas regionais e levando-as para a realidade católica nacional, junto de algumas canções [[pentecostais]] e [[neopentecostais]]. São famosas as canções "Senhor, Tu és o Meu Deus Forte", "Pelos Prados e Campinas", "A Alegria", "Glória a Deus", "Porque Ele Vive", "Quero Louvar-Te". A coleção até hoje vem ajudando as pessoas a se encontrarem com Deus. Sendo editada anualmente pela ASJ.
Com isso, ainda em 1990 nasceu a gravadora Codimuc (Cooperativa de Distribuição da Música Católica), com o objetivo de divulgar e incentivar a música católica. Trazendo assim um conceito diferenciado e abrindo as portas da igreja para uma nova ideia e revolução da forma de se compor música católica.
 
Também no ano de [[1990]] surge no [[Ceará]] criada pela [http://www.comunidaderecado.com Comunidade Recado]], na época com 6 anos, a Escola de Artes Magnificat, primeira direcionada aos artistas católicos. A Comunidade já era pioneira por ter lançado em 1988 o primeiro LP católico do [[Norte-Nordeste]] intitulado "Porto Seguro". A Escola de Artes Magnificat foi transformada em dois grandes atuais eventos de formação intensiva, a [http://efacrecado.blogspot.com.br/ ECAF]] (Escola de Formação para Artistas Católicos) em nível internacional direcionada ao no eixo sul do país E O [http://www.comunidaderecado.com/faleconosco.cfm Ministrando com Artes]] atendendo ao eixo norte do Brasil.
 
Em [[1991]], aparece a [[freira]] [[carmelita]] Kelly Patrícia. Surgida independentemente, gravava canções para conventos religiosos. Com a popularização de suas músicas, ganhou apoio da então pouco conhecida [[Comunidade Católica Shalom]], que a mostrou para todo o país. Suas canções mais bem-sucedidas são: "Regaço Acolhedor" e "Passarinho".
Surgiram, para concorrer com a Vida Reluz, a Banda Canção Nova (que logo depois acabou, tendo seus membros - [[Adriana Paula de Almeida|Adriana]], [[Dunga (cantor)|Dunga]] e [[Flavinho]] - seguindo carreira solo) e [[Nelsinho Corrêa]], lançados pela Comunidade Canção Nova.
 
Também no mesmo período a [http://www.comunidaderecado.com Comunidade Recado]], mesmo em meio a polêmicas geradas por grupos mais conservadores, defendeu publicamente o que outras [[bandas]] já faziam de forma tímida, a utilização da dança profissional e coreografada em shows. Com este trabalho, grupos como a banda ''"[[Dominus]]"'' tiveram mais liberdade no meio religioso. Hoje a Comunidade emplaca a utilização do ''"[[circo]]"'' nos shows com forte influência da banda ''"[[O Teatro Mágico]]"'' levando ao palco ''"[[trapézio]]"'',''"[[tecido]]"'', ''"[[malabares de fogo]]"'' e ''"[[palhaços profissionais]]"''.
 
Em 1997, gravadoras seculares, observando o sucesso das músicas católicas populares, decidiram investir em padres simpáticos. A [[Universal Music Group]] lançou [[Padre Antônio Maria]] e a [[Sony BMG]] lançou [[Padre Marcelo Rossi]]. A Sony levou a melhor: o carisma de Padre Marcelo arrastou multidões, tornando-se, posteriormente, um dos maiores vendedores de discos do país, ultrapassando até cantores seculares famosos, como [[Ivete Sangalo]].
Utilizador anónimo