Diferenças entre edições de "Colossas"

20 bytes adicionados ,  23h52min de 18 de junho de 2012
Tapinha
(corr.)
(Tapinha)
'''Colossas''' (em [[latim]]: ''Colossae''; também conhecida como ''Chonae'' ou ''Kona'', atual [[Honaz]]), era uma [[cidade]] antiga da [[Frígia]], no [[rio Lico]], um afluente do [[rio Meandro]] (atual [[Rio Büyük Menderes|Büyük Menderes]]). Estava situada cerca de 20 km ao norte de [[Laodiceia no Lico]], próximo à grande estrada que ligava [[Éfeso]] ao [[Eufrates]]. O lugar, localizado na atual [[Anatólia]] na [[Turquia]], na {{il-suf|província|de|Denizli}}, nunca foi escavado.
 
Em [[396 a.C.]], durante as [[Guerras Persas]], o [[sátrapa]] [[Tissaphernes]] foi atraído a ColossosColossas e morto por um agente do grupo de [[Ciro o Jovem]]. [[Plínio o Velho|Plínio]] conta que a lã de ColossosColossas deu seu nome (''colossinus'') à cor da flor do [[Cyclamen|ciclame]]. Durante o [[Helenismo|período helenista]], a cidade adquiriu certa importância mercantil, embora tenha diminuído consideravelmente em importância e tamanho por volta do século I.
 
Não parece que [[Paulo de Tarso|São Paulo]] tenha visitado esta cidade quando ele escreveu sua [[Epístola aos Colossenses]], já que ele diz a [[Filémon (Bíblia)|Fílemon]] de sua esperança de poder visitar a cidade quando tivesse sido liberto da prisão (Filémon{{citar bíblia|Filémon|1:|22}}). Parece que [[Epafras]] foi o fundador da [[Igreja em ColossosColossas]].
 
Esta cidade entrou em declínio (possivelmente devido a um terremoto) e a cidade [[bizantina]] de Chonæ (Χῶναι) ocupou um sítio próximo às suas ruínas. Segundo a literatura clássica, bizantina e medieval indica que parte ou todo o sítio original de ColossosColossas mudou de nome para Cona ou Chonae. A cidade foi o lugar de nascimento dos escritores gregos bizantinos [[Nicetas Choniates|Nicetas]] e [[Miguel Choniates]].
 
Na arte russa e bizantina, o tema ''Milagre do Arcanjo Miguel em Chonae'' esta intimamente relacionado com o lugar. A tradição [[Igreja Ortodoxa|ortodoxa]] conta que pagãespagãos direcionaram um rio contra o santuário de São Miguel lá existente para destruí-lo, mas o [[Miguel (arcanjo)|Arcanjo Miguel]] apareceu e rompeu com um relâmpago uma rocha para redirecionar o rio, movendo o fluxo para longe da igreja e santificando para sempre a águas que vinham do desfiladeiro. A [[Igreja Ortodoxa]] celebra uma festa em comemoração deste evento no dia 6 de setembro. O {{ilc|Mosteiro do Milagre||Mosteiro Chudov|Monastério Chudov}} (Mosteiro Chudov) no [[Kremlin]], em [[Moscou]], onde os [[czar]]es russos eram batizados, foi dedicado à Festa do Milagre em KonaChonae.
 
==Referências==