Diferenças entre edições de "Porfiriato"

3 bytes adicionados ,  17h25min de 24 de julho de 2012
No final do Porfirismo intensificou o tráfego marítimo no [[Golfo do México]], uma vez que os navios regularmente chegaram de dez companhias de navegação, incluindo europeus, americanos e mexicanos. Quanto ao lado do [[oceano Pacífico]], apenas uma linha em inglês e dois serviços mexicanos.
 
Com o crescimento do tráfego marítimo foi necessário colocar várias portas, como [[Porto de Veracruz]], o [[ManzanilloPorto de (Colima)|Manzanillo]] no estado de [[Colima]], [[Salina Cruz]] no estado de [[Oaxaca]], e especialmente de [[Porto de Tampico]] no estado de [[Tamaulipas]].
 
Motivo de preocupação do governo era o elo entre os [[porto]]s e no interior do país, e para este fim foram construídas [[ferrovia]]s que ligavam à capital do estado de Veracruz, Salina Cruz e o [[Porto de Coatzacoalcos]] não ser concluído a partir da [[Cidade do México]] para [[Acapulco]], e apenas um parte do México, em Tampico.
 
O trabalho foi feito continuamente durante a administração do general Díaz, e no final do século indica que ele assinou um contrato para melhoramento, e remodelação do porto de Manzanillo foram reconhecidos, e as ilhas da costa leste de [[Yucatán]] para o estabelecimento de sua sinalização, foram instalados escritórios do serviço de faróis nos portos de Progreso, [[Mazatlán]] e Puerto Angel, dando início aos trabalhos de instalação do [[farol]] na ponta [[Zapotitlán]] e já estava em serviço em [[Isla Mujeres]], foram feitas no levantamento de costa do estado de [[Campeche (estado)|Campeche]] para estudar a melhor localização do porto, foi realizado o projeto do novo porto de Altata, ainda trabalha e porto de Manzanillo saneamento.
8 570

edições