Diferenças entre edições de "André Fernandes"

11 bytes adicionados ,  17h22min de 23 de setembro de 2006
sem resumo de edição
André Fernandes investiu contra as reduções do Tape e começou o ano de [[1638]] atacando duramente a redução de Santa Teresa, noroeste do [[rio Taquari]]. Com isso os jesuítas foram expulsos para além do [[rio Uruguai]], não lhes restando mais que aldeias sobre o [[rio Ibicuí]], mais a sudoeste.
 
Sofreu grande revés em Caazapamirim no final de [[1638]] e retornou a São Paulo. Chegou à vila em março de [[1639]], doente e abandonado por seus índios, apenas com a gente de seu filho Jorge Fernandes. Em [[19 de abril]] de [[1641]], já restabelecido, assinou procuração dos moradores de [[Parnaíba]] ao capitão [[Antônio Raposo Tavares]] para os representar junto ao Rei.
Em 19 de abril de 1641, restabelecido, assinou procuração dos moradores de [[Parnaíba]] ao capitão [[Antônio Raposo Tavares]] para os representar junto ao Rei.
 
Fez testamento em [[29 de setembro]] de [[1641]] em que diz ter 63 anos e que seu único filho legítimo era o Padre Francisco Fernandes de Oliveira, deixando como filhos naturais Catarina Dias, Jorge Fernandes, Margarida Fernandes e Maria Fernandes.
Utilizador anónimo