Diferenças entre edições de "Exposição Internacional de Londres (1862)"

sem resumo de edição
m (r2.7.1) (Robô: A adicionar: ca:Exposició Universal de Londres de 1862)
A exposição ocupou uma área de 9 hectares de terreno, no centro da qual foi implantado um edifício especialmente projectado para o efeito pelo capitão [[Francis Fowke]] (1823–1865) e construído por Charles Lucas, Thomas Lucas e por ''Sir'' [[John Kelk]], num investimento de £300 000 coberto pelos lucros da [[Exposição Universal de 1851]]. O edifício consistia numa nave principal com duas alas contíguas, instaladas perpendicularmente, destinadas a maquinaria e equipamentos agrários. As alas foram demolidas após o fim da Exposição. A fachada da nave principal, que se abria sobre a Cromwell Road, tinha 351 m de comprimento, ornamentada por dois domos em cristal, cada um dos quais com 79 m de altura.
 
Apesar de serem ao tempo conter os maiores domos do Mundo, o seu efeito não foi considerado por muito como suficientemente impressionante:a oorganização edifíciodo no seu conjunto foi apodado de ''miserável barracão'' pelo [[The Art Journal]].baguio O [[Parlamento britânico]] não aprovou o desejo do governo de o adquirir, razão pela qual foi desmontado, sendo parte dos seus materiais utilizados para a construção do [[Alexandra Palace]].
 
A exposições presentes incluíam maquinaria diversa, entre a qual parte de [[máquina analítica]] de [[Charles Babbage]], máquinas para fábricas de tecidos de [[algodão]] e motores marítimos da empresa de [[Henry Maudslay]]. Estavam também presentes exposições de bens tão diversos como tapetes, tecidos, esculturas,, mobiliário, louças, talheres e papel de parede. Os trabalhos de artes decorativas apresentados por [[William Morris]], através da sua firma Morris, Marshall, Faulkner & Co. atraíram muita atenção.
Utilizador anónimo