Maglev: diferenças entre revisões

384 bytes removidos ,  11h52min de 11 de novembro de 2013
Desfeita a edição 37337685 de Aislan7777 Revertida edição que inseriu conteúdo sem citar as fontes.
(Atualização correta sobre MAGLEV.)
(Desfeita a edição 37337685 de Aislan7777 Revertida edição que inseriu conteúdo sem citar as fontes.)
 
Os ímãs permanentes não foram usados antes porque os cientistas achavam que eles não criariam força magnética suficiente. O projeto Inductrack suplanta este problema ao organizar os ímãs em um [[arranjo Halbach]]. Os ímãs são configurados para que a intensidade do campo magnético se concentre acima do arranjo, e não abaixo. Eles são feitos de um material mais novo compreendendo uma liga de boro, aço e neodímo, que gera um campo magnético mais forte. O projeto Inductrack II incorpora 2 arranjos Halbach para gerar um campo magnético mais forte em velocidade mais baixa.<ref>''[http://ciencia.hsw.uol.com.br/trens-maglev1.htm]''</ref>
 
O Maglev Japonês apresenta um grande número de vantagens:
* Baixo custo global
* Rapidez de aplicação e implantação
* Leveza
* Baixo custo de obras civis
* Não poluente
* Racionalização energética (não necessita exclusivamente de energia, no caso de queda de energia o sistema não sofrerá problemas)
Desvantagens:
* Pode interferir em aparelhos coronários MARCA-PASSOS
 
===Brasil===