Diferenças entre edições de "Dons do Espírito Santo"

13 bytes adicionados ,  08h45min de 21 de dezembro de 2013
m (nova chave para Categoria:Dons do Espírito Santo: "*" usando HotCat)
'''Dons do Espírito Santo''' ou [[Carismas] conforme algumas denominações cristãs, assim como as [[pentecostalismo|pentecostais]], são dons que foram concedidos aos [[cristãos]] para fortalecer a [[Igreja]]. Eles são descritos no [[Novo Testamento]], principalmente em [[I Coríntios]] 12, [[Carta aos Romanos|Romanos]] 12 e [[Epístola aos Efésios|Efésios]] 4.
 
Alguns acreditam que a sua operação limitou-se a [[igreja primitiva]]. Conforme algumas denominações [[protestantismo|protestantes]] alguns dons espirituais, por exemplo como [[falar em línguas]] e [[interpretação de línguas]], só foram usados por um tempo curto até a Igreja sair de sua infância, e não mais depois. Essa visão é conhecida como [[cessacionismo|sensacionismo]]. Essa opinião é mantida por [[John Fullerton MacArthur|John F. MacArthur, Jr.]], Robert L. Thomas e muitos outras [[denominações cristãs]] de linha central. Em contraste, alguns outros estudiosos cristãos como [[Wayne Grudem]] e [[Gordon Fee]] sustentam o [[continuacionismo]]
 
==Enumeração dos Dons==
*[[Interpretação de línguas]]
 
Os dons descritos no [[Novo Testamento]] relacionanrelacionam-se também com a [[Santíssima Trindade|Trindade]]. Cada um segundo sua função e doador.
 
{| class="wikitable"
* Palavra da sabedoria
* Palavra do conhecimento
* DiscernimenteDiscernimento de espíritos
* Falar em línguas
* Interpretação das línguas
 
==Buscar os dons==
Por ser entendimento comum que os dons eram distribuídos segundo a vontade do Espírito, houve debates teológicos para refletir se era bíblico a petição de dons. Algumas denominações exercitavam reuniões em que o religioso deveria repetir muitas vezes um determinado louvor ou clamor e o Espírito “enrolaria” sua língua para a [[glossolalia]], o que foi muito criticado por outras denominações religiosas. Chegou-se então ao entendimento que as reuniões de orações poderiam invocar a petição do dom, contudo a tentativa de induzir o Espírito Santo com tais práticas era condução ao engano pelo poder do espírito do mal e pelo poder do espírito da carne, visto que a alma do homem poderia ser induzida por mensagem subliminharsubliminar.
 
A sustentação para a permissão para a petição de tais dons estariam firmadas em I Co14:1 - ''“Segui o amor e procurai, com zelo, os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar.” ''
Utilizador anónimo