Diferenças entre edições de "Willem Barentsz"

21 bytes adicionados ,  22h32min de 2 de janeiro de 2014
m
clean up utilizando AWB
m (Bot: A migrar 54 interwikis, agora providenciados por Wikidata em d:Q133060)
m (clean up utilizando AWB)
Não desistindo do seu intento, na primavera de [[1596]] partiu com nova expedição, desta vez reduzida a dois navios, e dirigiu-se novamente ao Árctico. Na sua viagem pelo largo do mar da Noruega encontrou a [[Bjørnøya|Ilha do Urso]] e, depois de contornar o norte da Escandinávia, o arquipélago de [[Svalbard]], onde nas imediações da ilha de [[Spitsbergen]] os seus navios se separaram, perdendo definitivamente contacto entre si<ref>{{Citar livro|url=http://www.mainlesson.com/display.php?author=synge&book=discoverybook&story=_contents&PHPSESSID=458b6ee0d |autor=Synge, J.B. |coautor= |título=A Book of Discovery |subtítulo= |idioma= |edição= |local= |editora= |ano= |página= |páginas= |isbn= |acessodata= }}</ref>.
 
O navio de Barents, depois de ter contornado o extremo norte de [[Nova Zembla]], ficou aprisionado no gelo, obrigando Barents e a sua tripulação a invernar naquelas latitudes. Para tal forma obrigados a utilizar as madeiras da superestrutura do navio para construir um abrigo na costa da ilha, onde permaneceram durante o longo e penoso inverno árctico.
 
Na primavera seguinte, como o gelo não libertasse o navio, a tripulação foi obrigada a aparelhar dois escaleres de boca aberta, e com eles tentar atingir a costa da [[Sibéria]].
[[Ficheiro:Death of Wiliam Barents.jpg|thumb|''A morte de Willem Barents'' por [[Christiaan Julius Lodewyck Portman|Christiaan Portman]] no [http://www.nmm.ac.uk/mag/pages/mnuExplore/PaintingDetail.cfm?letter=d&ID=BHC0359 National Maritime Museum], Londres.]]
Barents e os sobreviventes da sua expedição partiram nos escaleres a [[13 de Junho]] de [[1597]], tendo a maioria conseguido regressar a casa depois de uma aventurosa viagem pelas costas da [[Sibéria]] e [[Carélia]]. Willem Barents, contudo, faleceu a [[20 de Junho]], poucos dias depois da partida, ficando sepultado nas costas geladas de Nova Zembla. Os restantes sobreviventes atingiram a [[península de Kola]], onde foram recolhidos por um navio que os conduziu aos [[Países Baixos]].
 
Em [[1871]] o abrigo em que Barents e a sua tripulação foram obrigados a invernar foi descoberto intacto, mantendo em bom estado numerosos objectos. Esses objectos foram trazidos para [[Haia]], onde estão em exposição. Em [[1875]] foi encontrada parte substancial do diário de Willem Barents.
*[http://www.behouden-huys.nl A casa de Behouden no Museu de Terschelling, ilhas Frísias] (em inglês)
 
{{Exploração polar}}
{{Biografias}}
{{Portal3|Biografias|Países Baixos|História}}