Diferenças entre edições de "Consuelo Leandro"

40 bytes removidos ,  23h25min de 13 de fevereiro de 2014
sem resumo de edição
|nome_nativo = Maria Consuelo da Costa Ortiz Nogueira
|nome_completo = Maria Consuelo da Costa Ortiz Nogueira
|nascimento_data = {{nascimento|27|5|1932|lang=br}}
|nascimento_local = {{BRAb}} [[Lorena (São Paulo)|Lorena]], [[São Paulo|SP]], [[Brasil]]
|data_morte = {{falecimento e idade|5|7|1999|27|5|1932}}
 
== Biografia ==
Na [[década de 1950]] ela deixou a casa dos pais no interior de [[São Paulo]] para ingressar na carreira de atriz, na cidade do [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]]. Entrou para a escola de dança do [[Teatro Municipal]] e seu primeiro papel nos palcos veio no [[Teatro do Estudante]].
 
Com o sucesso da apresentação, Consuelo Leandro se viu com duas opções para iniciar uma carreira profissional: o [[teatro de revista]] ou a comédia. Ela optou pela primeira e, em [[1953]], estreou, com a Companhia Zico Ribeiro, a peça “[[Carrossel“Carrossel de Mulheres]]”Mulheres”, em [[Copacabana]].
 
Depois da estréia no teatro, Consuelo partiu para o rádio e sua voz ficou famosa no Brasil todo por meio da [[Rádio Nacional]], onde ela fazia radioteatro e o humorístico “[[Balança Mas Não Cai]]”, mais tarde adaptado para televisão.
 
Seu primeiro filme foi "[[Três Recrutas]]", de [[Eurípedes Ramos]]. Ao todo fez mais de 20 filmes, dirigida por grandes nomes do cinema nacional nas décadas de 1950 e 1960, sendo vários deles como protagonista. Mas sua participação mais comentada veio no final da [[década de 1970]] quando fez "[[O Bem Dotado, O Homem de Itu]]" ao lado de [[Nuno Leal Maia]] e grande elenco.
 
Conhecida pelo seu jeito debochado, pelas caretas e risadas altas, Consuelo se destacou na TV em humorísticos como "[[Noites Cariocas]]", "[[Praça da Alegria]]", "[[A Praça é Nossa]]" (fazia a Cremilda, a esnobe mulher do marido Oscar) e "[[A Escolinha do Golias]]", no [[SBT]]. Na mesma emissora, participou também da novela "[[Brasileiras e Brasileiros]]" e na [[TV Globo]], participou de "[[Cambalacho]]", novela de [[Sílvio de Abreu]] onde viveu a inesquecível Lili Bolero.
 
== Filmografia ==
* [[1953]] - ''[[Com a Mão na Massa]]'' <ref name="cinemateca.com.mao.massa">[[Cinemateca Brasileira]] ''Com a Mão na Massa'' [http://cinemateca.gov.br/bases/?FILMOGRAFIA-014061 <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref>
* [[1953]] - ''[[Três Recrutas]]''<ref name="cinemateca.tres.recrutas">[[Cinemateca Brasileira]] ''Três Recrutas'' [http://cinemateca.gov.br/bases/?FILMOGRAFIA-013922 <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref>
* [[1954]] - ''[[Carnaval em Caxias]]''
* [[1954]] - ''[[O Petróleo é Nosso (filme)|O petróleo é nosso]]''
* [[1955]] - ''[[Angu de Caroço]]''
* [[1956]] - ''[[Tira a Mão Daí!]]''
* [[1957]] - ''[[Espírito de Porco]]''
* [[1958]] - ''[[No Mundo da Lua]]''
* [[1959]] - ''[[Mulheres à Vista]]''
* [[1960]] - ''[[Sai Dessa, Recruta]]''
* [[1970]] - ''[[A Arte de Amar Bem]]''
* [[1971]] - ''[[Lua-de-Mel e Amendoim]]''
* [[1979]] - ''[[Gugu, O Bom de Cama]]''
* [[1979]] - ''[[O Bem Dotado, o Homem de Itu]]''
* [[1981]] - ''[[Como Faturar a Mulher do Próximo]]''
Utilizador anónimo