Abrir menu principal

Alterações

87 bytes adicionados ,  13h17min de 10 de junho de 2014
m
 
=== Na cultura moderna ===
Uma vez que Leão X viveu durante a criação das primeiras linhas de pensamento protestante, e as condenou e refutou através da bula ''Exsurge Domine'', esse documento; primeiro a condenar formalmente o protestantismo, se tornou, para alguns [[Catolicismo tradicionalista|católicos tradicionalistas]], um ícone e um símbolo da defesa da fé católica,magisterialmente o queprecedente podecontra seressa observadoreligião porno exemplocatolicismo, pelorazão fatopela de um site brasileiro de [[Apologia|apologética]] receber seu nome<ref>{{citar web| url= http://www.exsurge.com.br/| sobrenome = | nome = | título = Página inicial| acessodata=2010-02-02 | publicado = Site Exsurge Domine}}</ref>qual, bem como peloo decreto constarconsta no "[[Heinrich Denzinger|Denzinger]]"<ref>{{citar livro
| sobrenome =[[Heinrich Denzinger|Denzinger]]
| nome =Henrici
| isbn = 978-85-15-03439-0.
| url =
| acessodata = }}</ref>, um [[compêndio]] que reúne os principais expoentes doutrinais da Igreja.
 
No [[cinema]], [[televisão]] e na [[literatura]], por outro lado, Leão X aparece principalmente em filmes ou documentários que lidam com a vida do reformador alemão Martinho Lutero. Em 1968, nos filmes sobre Lutero, ele foi interpretado por [[Robert Morley]], e em 1974 por [[Tom Baker]], e em 2003 por Uwe Ochsenknecht. Usualmente o papa é caricaturado como corrupto e bonachão, seguindo aos esterótipos predominantes.
 
== Brasão ==
2 619

edições