As Cangaceiras Eróticas: diferenças entre revisões

 
==Sinopse==
Um bando de [[cangaceiro]]s está acoitado numa fazenda quando é atacado pela [[Polícias Militares Estaduais Brasileiras|volante]], graças à traição de outro cangaceiro, Cornélio Sabiá. O capitão do bando é [[homicídio|assassinado]]. Um dos mais leais companheiros do cangaceiro traído, Toneco, consegue fugir levando as duas filhas do capitão e entregando-as ao [[orfanato]] do Padre Lara. Passam-se dez anos. O cangaceiro Cornélio Sabiá aterroriza o [[sertão]] com seus crimes, enquanto Toneco procura descobrir quem traiu seu chefe e amigo, acabando por ingressar no bando de Cornélio Sabiá. Este fica sabendo que as filhas do capitão estão internadas no orfanato do Padre Lara e são duas lindas moças, ao mesmo tempo em que Toneco descobre o autor da [[traição]] ao seu chefe. Cornélio resolve atacar o orfanato e, não encontrando as moças, mata o Padre Lara e uma [[freira]]. As moças decidem vingar as vítimas, e depois de intenso treinamento, vão para o sertão. Encontram Toneco ferido. Este, antes de [[morte|morrer]], revela que Cornélio Sabiá fora o traidor de seu pai. Elas partem para a [[vingança]] utilizando-se de sua maior arma: o [[Relação sexual humana|sexo]].
 
==Elenco==
37 740

edições