Centro Histórico de São Luís: diferenças entre revisões

Sem alteração do tamanho ,  21h27min de 12 de novembro de 2014
m
Foram revertidas as edições de 179.216.131.141 para a última revisão de 201.24.198.23, de 12h30min de 28 de outubro de 2014 (UTC)
(suntuosos:santuosos)
m (Foram revertidas as edições de 179.216.131.141 para a última revisão de 201.24.198.23, de 12h30min de 28 de outubro de 2014 (UTC))
A principal característica arquitetônica do centro histórico é mesmo a preocupação com o clima, quente e úmido. Entre as soluções, estava o uso de [[azulejo]]s na impermeabilização das fachadas de [[taipa]]. As plantas são em "L" ou em "U", com grandes [[telhado]]s e [[veneziana]]s.
 
Os prédios arquitetônicos constituem [[sobrado]]s, casas térreas e solares. Os sobrados possuem até quatro pavimentos, sendo o térreo loja comercial e os outros pisos residências. Os solares, sobrados santuosossuntuosos, possuem muitos detalhes refinados, e as casas térreas, por fim, passíveis de várias classificações (por exemplo, morada inteira:porta com duas janelas de cada lado; meia morada: porta lateral e duas janelas).
 
Entre as edificações históricas a serem destacadas, encontram-se o [[Palácio dos Leões]] (sede do governo do estado), o [[Palácio de La Ravardière]] (sede da prefeitura), a [[Catedral de São Luís]], o [[Palácio Episcopal de São Luís|Palácio Episcopal]], o Convento do Carmo, o Convento das Mercês, a Casa das Tulhas, as igrejas do Rosário e do Desterro, a Casa das Minas, das Fontes e das Pedras, o [[Teatro Artur Azevedo]] e muitos outros.
202 723

edições