Diferenças entre edições de "Sun Myung Moon"

24 bytes removidos ,  21h49min de 19 de dezembro de 2014
sem resumo de edição
|website =
}}
'''Sun Myung Moon''' ([[Sangsa-ri]], [[25 de fevereiro]] de [[1920]] &mdash; [[Gapyeong]], [[3 de setembro]] de [[2012]]), o '''Reverendo Moon''', foi um controverso<ref>{{citar web|url=http://prof.reporter.sites.uol.com.br/seitam.htm|título=O jardim da seita Moon|autor=Luis Maklouf Carvalho|data=1996|publicado=|acessodata=2 de agosto de 2012}}</ref> líder religioso [[Coreia do Sul|sul-coreano]], fundador e dirigente máximo da [[Igreja da Unificação]] ([[seita]] Unificação pela Paz Mundial), fundada em 1954 na [[Coreia do Sul]]. Os '"moonies'", como ficaram conhecidos seus discípulos, foram destaque na mídia mundial principalmente por causa dos casamentos em massa que costumavam promover, nos quais milhares de pessoas que não se conheciam se casavam.<ref>[http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/conheca-a-historia-do-reverendo-moon O fantástico império erguido pelo reverendo Moon]. Revista Veja, 03 de setembro de 2012.</ref> O Reverendo Moon investiu maciçamente em todo o mundo, controlando um bilionário conglomerado de empresas nas áreas de comunicações (News World Communications), automobilística (Pyeonghwa Motors), remédios, armas, turismo e publicidade (Tongil Group) entre outros.<ref name="G1">{{Citar web|url=http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/09/morre-aos-92-anos-sun-myung-moon-o-reverendo-moon.html |título=Morre aos 92 anos Sun Myung Moon, o reverendo Moon |publicado=G1 |data=2/9/2012 |acessodata=1/4/2013}}</ref><ref name="BBC">{{Citar web|url=http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/09/120902_reverendomoonebc.shtml|título=Reverendo Moon morre na Coreia do Sul aos 92 anos |publicado=[[BBC]] |data=2/9/2012 |acessodata=1/4/2013}}</ref> O Reverendo Moon fundou diversos veículos de comunicação ao redor do mundo, entre eles o jornal [[The Washington Times]], conhecido por defender um ponto de vista conservador.
 
No [[Brasil]] o Reverendo Moon deu início ao ambicioso projeto de transformar a cidade de [[Jardim (Mato Grosso do Sul)]] em uma colônia coreana, com milhares imigrantes coreanos e japoneses. A chegada em massa dos orientais à pequena cidade causou toda espécie de estranhamento.<ref>[http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/conheca-a-historia-do-reverendo-moon O fantástico império erguido pelo reverendo Moon]. Revista Veja, 03 de setembro de 2012.</ref>
Utilizador anónimo