Paramédico: diferenças entre revisões

Sem alteração do tamanho ,  30 de agosto de 2015
=== Brasil ===
Atualmente no Brasil a ausência deste profissional vem sendo preenchida com outros profissionais da saúde e da segurança, porém estas formações todas não atendem a formação especifica do EMT-P - Emergency Medical Technician Paramedic, conforme o currículo original (National Standard Curriculum) do US DOT (United State Department Of Transportation).
É importante considerar que isso não é uma critica aos profissionais no Brasil, somente o fato do nosso país ainda se encontrar na fase de aprendizado e ensaio de diversos modelos estrangeiros como da França, Espanha e USAEUA, sendo utilizados simultaneamente sem considerar o sistema como um todo (pré e inter-hospitalar), nem a formação e capacitação destes profissionais habilitados, por exemplo, se um médico tiver a intenção de trabalhar em emergências pré-hospitalares nos EUA, ele deve fazer cursos específicos da área pré-hospitalar ou se formar paramédico (EMT-P), sendo a partir daí considerada a sua formação de paramédico para exercer tal função.
 
No Brasil não existe a formação do Técnico em Emergências Médicas como nos países onde estão bem definidos os sistemas de atendimento pré-hospitalar, porém o termo Técnico em Emergências Médicas esta presente em normas brasileiras como a NBR 14561 - viatura para resgate e atendimento pré-hospitalar e em legislações como a portaria CVS04/94 da Vigilância Sanitária do Estado de SP, entre outras que figuram também como Técnico de Enfermagem em Emergências Médicas, sendo esta uma especialização específica para Técnicos em Enfermagem.
Utilizador anónimo