Abrir menu principal

Alterações

1 byte adicionado ,  23h02min de 4 de dezembro de 2015
O aço de Toledo, conhecido por ser incrivelmente duro e tecnologicamente avançado na época, era trabalhado tradicionalmente desde cerca de [[500 a.C.]] e chamou a atenção dos romanos quando foi usado por Hannibal nas [[Guerras Púnicas]] no [[Século III a.C.|século III a.C]]. Logo, tornou-se uma fonte padrão de armamento para as legiões romanas.
 
O aço toledano era famoso por sua liga de alta qualidade, a [[Hispânia]] era conhecida desde o [[Século IV a.C.|século IV a.C]], por causa da alta qualidade de espadas de todos os tamanhos e armaduras provenientes desta região (além de outros utensílios), em designdesenho e [[Ergonomia|ergonomia]]. Modelos como a Falcata Ibérica (uma espada curta) ou a Gladius Hispanensis (uma espada curta romana) foram usados ​​por cartagineses e romanos desde os tempos da Segunda Guerra Púnica (séculos II e III a.C.).
 
Em 193 a.C., depois de grande resistência, [[Marco Fulvio Nobilior]] conquistou a cidade. Os romanos a reconstruíram e a renomearam como ''Toletum'' na província de Carpetania. A cidade desenvolveu uma importante indústria de ferro e passou a exportar para todo o [[Império Romano]] e, também, passaram a cunhar moedas. A área onde a cidade foi colonizada sofreu um profundo processo de romanização, como evidenciado pelos inúmeros restos de vilas romanas, especialmente nas margens do Tejo.
Utilizador anónimo