Abrir menu principal

Alterações

36 bytes adicionados, 02h07min de 14 de março de 2016
}}</ref> Entre 1825 e 1833, Charpentier juntou evidências que apoiavam o conceito. Em 1836, Charpentier, Venetz e [[Karl Friedrich Schimper]] convenceram [[Jean Louis Rodolphe Agassiz|Louis Agassiz]], e Agassiz publicou a hipótese no seu livro ''Étude sur les glaciers'' ("Estudo sobre os glaciares") de 1840<ref>[http://fr.wikisource.org/w/index.php?title=%C3%89tudes_sur_les_glaciers&oldid=297457 Louis Agassiz: ''Études sur les glaciers'', Neuchâtel 1840. Livro digital no Wikisource] Acessado em 25 de Fevereiro de 2008.</ref>. Segundo Macdougal (2004), Charpentier e Venetz não concordavam com as ideias de Agassiz que ampliou o trabalho deles afirmando que a maioria dos continentes haviam antes estado cobertos de gelo.
 
Neste momento inicial do conhecimento, o que estava a ser estudado eram os períodos glaciais das últimas centenas de milhares de anos, durante a era do gelo actual. A existência de eras do gelo antigas era ainda desconhecida. Decido pela edição de Pedro Caca.
 
== Evidências de eras glaciais ==
Utilizador anónimo