Diferenças entre edições de "Torquato Tasso"

357 bytes adicionados ,  17h49min de 2 de agosto de 2016
Tasso escreveu em 1580 um soneto encomiástico a Luís de Camões ("buon Luigi"), como tributo ao poeta português, o único na Europa que Tasso dizia temer como rival. + ref
(Tasso escreveu em 1580 um soneto encomiástico a Luís de Camões ("buon Luigi"), como tributo ao poeta português, o único na Europa que Tasso dizia temer como rival. + ref)
|assinatura =
}}
'''Torquato Tasso''' ([[Sorrento]], {{dtlink|lang=br|11|3|1544}} — [[Roma]], {{dtlink|lang=br|25|4|1595}}) foi um [[Poesia|poeta]] [[Itália|italiano]], contemporâneo de [[Ludovico Ariosto|Ariosto]], do {{séc|XVI}}, conhecido pelo poema ''[[La Gerusalemme Liberata]]'' (''A Jerusalém libertada''), de 1580, no qual descreve os combates imaginários entre [[cristianismo|cristãos]] e [[muçulmano]]s, no fim da [[Primeira Cruzada]], durante o [[cerco de Jerusalém]]. Ele sofria de uma doença mental e morreu poucos dias antes de ser prevista sua [[Poeta laureado|coroação]] como o rei dos poetas pelo [[Papa Clemente VIII|Papa]]. Até o início do {{séc|XIX}}, Tasso continua sendo um dos poetas mais lidos na Europa.<ref name="Porto Editora"/> [[José Agostinho de Macedo]] considerava Tasso superior a [[Homero]] e a [[Virgílio]], e afirmava ''Jerusalém'' como o mais perfeito dos [[Poesia épica|poemas épicos]].<ref>José Agostinho de Macedo, [http://books.google.pt/books?id=TL4GAAAAQAAJ&printsec=frontcover&hl=pt-PT#v=onepage&q&f=false ''Motim literario em fórma de soliloquios''], Vol. I (1841), Soliloquio XLVIII.</ref>
 
== Vida e obra ==
*''Lagrime de Maria Vergine''
*''Lagrime di Gesu Cristo''
 
==Curiosidades==
Tasso escreveu em 1580 um soneto encomiástico a [[Luís de Camões]] ("buon Luigi"), como tributo ao poeta português, o único na Europa que Tasso dizia temer como rival.<ref>George Monteiro, ''The Presence of Camões: Influences on the Literature of England, America, and Southern Africa'' (1996), Ch. 1: "Tasso's Legacy", p. 7.</ref>
 
[[José Agostinho de Macedo]] considerava Tasso superior a [[Homero]] e a [[Virgílio]], e afirmava ''Jerusalém'' como o mais perfeito dos [[Poesia épica|poemas épicos]].<ref>José Agostinho de Macedo, [http://books.google.pt/books?id=TL4GAAAAQAAJ&printsec=frontcover&hl=pt-PT#v=onepage&q&f=false ''Motim literario em fórma de soliloquios''], Vol. I (1841), Soliloquio XLVIII.</ref>
 
{{Referências}}