Arquivo de computador: diferenças entre revisões

m
m (Foram revertidas as edições de 197.218.83.186 para a última revisão de Marcos Elias de Oliveira Júnior, de 01h02min de 6 de julho de...)
m (+correções semiautomáticas (v0.50/3.1.38))
[[Imagem:PunchCardDecks.agr.jpg|direira|thumb|Um arquivo de [[cartão perfurado]].]]
[[Imagem:BRL61-IBM 305 RAMAC.jpeg|direita|thumb|Os [[Acionador de disco|arquivos do disco]] duplo de um sistema [[IBM 305]].]]
Um {{PBPE|arquivo|ficheiro}} '''de computador''' é um recurso para armazenamento de informação, que está disponível a um [[programa de computador]] e é normalmente baseado em algum tipo de [[Memória (informática)|armazenamento]] durável. Um arquivo é durável no sentido que permanece disponível aos programas para utilização após o programa em execução ter sido finalizado. Arquivos de computador podem ser considerados como o equivalente moderno dos [[documentos]] em papel que tradicionalmente são armazenados em [[arquivo]]s de escritórios e bibliotecas, sendo esta a origem do termo.
 
As unidades de armazenamento, por exemplo os discos rígidos, possuem detalhes complexos de implementação, o arquivo esconde estes detalhes para que o usuário possa manipular de maneira mais simples as informações. Um arquivo pode ser considerado como um [[objeto]], possuindo um nome que o identifica, atributos e valores. <ref>{{harvnb|Ferraz|2003|pp=4}}</ref>
 
Os arquivos podem conter dados estruturados ou não. Os arquivos não estruturados possuem uma sequência de bytes, já os estruturados podem vir organizados em registros ou em [[árvore (estrutura de dados)]]. <ref>{{harvnb|Tanenbaum|2008|pp=448}}</ref> A implementação do sistema de arquivos, incluindo o [[formato de arquivo]], é de responsabilidade do sistema operacional, ou seja, cada arquivo depende da decisão do projetista do sistema operacional.
 
Alguns sistemas operacionais como o [[UNIX]] não ligam para extensão do arquivo ou sua estrutura interna<ref>{{harvnb|Tanenbaum|2008|pp=448}}</ref>, simplesmente tratando cada arquivo como uma sequência de bytes não estruturados, deixando a responsabilidade de interpretar seu significado ao programa que o abriu.
 
== Etimologia ==
[[Imagem:PunchCardDecks.agr.jpg|direira|thumb|Um arquivo de [[cartão perfurado]].]]
[[Imagem:BRL61-IBM 305 RAMAC.jpeg|direita|thumb|Os [[Acionador de disco|arquivos do disco]] duplo de um sistema [[IBM 305]].]]
A palavra "arquivo" foi usada publicamente no contexto de armazenamento de computador desde fevereiro de 1950. Em um anúncio da [[RCA]] (Radio Corporation of America) na revista [[Popular Science]]<ref>[http://books.google.com/books?id=9SwDAAAAMBAJ&lpg=PA210&pg=PA96 Popular Science Magazine, February 1950, page 96]</ref> descrevendo um novo canal de vácuo de "memória" que ela tinha desenvolvido, a RCA afirmou:
 
:"''...os resultados de inúmeros cálculos pode ser armazenados "em arquivo" e extraídos novamente. Esse "arquivo" agora existe em um tubo de "memória" desenvolvido nos laboratórios da RCA. Eletronicamente ele mantém figuras alimentadas em máquinas de calcular, guarda-as em armazenamento enquanto memoriza novas - acelera soluções inteligentes através de labirintos de matemática.''"
 
Em 1952, "arquivo" foi usado em referência a informações armazenadas em [[cartões perfurados]].<ref>Robert S. Casey, et al. ''Punched Cards: Their Applications to Science and Industry'', 1952.</ref>
 
Nas primeiras utilizações, as pessoas consideravam o hardware subjacente (em vez do conteúdo) como o arquivo. Por exemplo, as unidades de disco [[IBM 350]] eram chamados de "arquivos do disco".<ref>Martin H. Weik. Ballistic Research Laboratories Report #1115. March 1961. [http://ed-thelen.org/comp-hist/BRL61-ibm03.html#IBM-305-RAMAC pp. 314-331].</ref>
 
Sistemas como o [[Compatible Time-Sharing System]] introduziram o conceito de um sistema de arquivos, que gerenciava vários "arquivos" virtuais em um dispositivo de armazenamento, dando ao termo o seu significado atual. Nomes dos arquivos em CTSS teve duas partes, um "nome principal" legível ao usuário e um "nome secundário", indicando o tipo de arquivo.<ref>Fernando J. Corbató et al. "[http://larch-www.lcs.mit.edu:8001/~corbato/sjcc62/ An Experimental Time-Sharing System]." May 3, 1962.</ref> <ref>Jerome H. Saltzer ''[http://www.lcs.mit.edu/publications/pubs/pdf/MIT-LCS-TR-016.pdf CTSS Technical Notes]''. Project MIT-LCS-TR016</ref>
 
Esta convenção continua em uso por vários sistemas operacionais de hoje, incluindo o [[Microsoft Windows]].
 
Apesar do termo atual "arquivo de registro" mostrar o conceito inicial de arquivos, ele tem desaparecido rapidamente.
 
{{Referências}}
 
== Bibliografia ==
* {{Citar livro |primeiro=Andrew |ultimo=Tanenbaum
|título=Sistemas Operacionais|subtítulo=Projeto e Implementação
|editora=Bookman|lingua=Português|ano=2008
|isbn=978-85-7780-057-5|páginas=446|local=Porto Alegre
|ref=harv}}
* {{Citar livro |primeiro=Ferraz |ultimo=Inhaúma Neves
|título=Programação com Arquivos
|editora=Manole|lingua=Português|ano=2003
 
== Ver também ==
{{Commonscat|Files}}
* [[Armazenamento de dados]]
* [[Informática]]
 
{{DEFAULTSORT:Arquivo Computador}}
{{Commonscat|Files}}
 
[[Categoria:Arquivos de computador]]
[[Categoria:Sistemas de ficheiros]]