Diferenças entre edições de "Artur de Azevedo"

62 bytes removidos ,  12h20min de 10 de março de 2017
|parentesco = irmão de [[Aluísio Azevedo]]
}}
'''RAFAEL JIGA BOLA TODA QUARTA, ISSO É MUITO ESTRANHO'''
 
'''Artur Nabantino Gonçalves de Azevedo''' ([[São Luís (Maranhão)|São Luís]], {{dtlink|lang=br|7|7|1855}} — [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], {{dtlink|lang=br|22|10|1908}})<ref name=":0">{{Citar web|url=http://www.cervantesvirtual.com/bib/portal/FBN/biografias/artur_azevedo/|titulo=Fundação Biblioteca Nacional - Biografias de autores - Artur Azevedo|acessodata=2017-01-21|obra=www.cervantesvirtual.com|lingua=pt}}</ref> foi um [[dramaturgo]], [[poeta]], [[contista]] e [[jornalista]] [[brasil]]eiro. Ao lado de seu irmão, o escritor [[Aluísio Azevedo]], foi um dos fundadores da [[Academia Brasileira de Letras]].<ref name=":1">{{Citar web|url=http://www.academia.org.br/academicos/artur-azevedo/biografia|titulo=Artur Azevedo {{!}} Academia Brasileira de Letras|acessodata=2017-01-21|obra=Academia Brasileira de Letras|lingua=pt-br}}</ref> Tendo escrito milhares de artigos sobre eventos artísticos e encenado mais de cem peças no Brasil e em Portugal, Azevedo foi um dos maiores defensores da criação do [[Teatro Municipal do Rio de Janeiro]], cuja inauguração ocorreu meses depois de sua morte.<ref name=":2">{{Citar web|url=http://acervo.novaescola.org.br/fundamental-2/artur-azevedo-contador-casos-anedotas-634378.shtml|titulo=Artur Azevedo, contador de casos e anedotas {{!}} Língua Portuguesa {{!}} Nova Escola|acessodata=2017-01-21|obra=acervo.novaescola.org.br}}</ref> Suas peças mais conhecidas são ''A joia'', ''A Capital Federal'', ''A almanjarra'', ''O Mambembe'', entre outras.<ref name=":1" />
 
== Biografia ==
Artur Azevedo era filho de David Gonçalves de Azevedo, vice-cônsul de Portugal em São Luis, e Emile Amália Pinto de Magalhães.<ref name=":1" /> Aos oito anos, Azevedo já dava indícios de inclinação às atividades teatrais, adaptando de forma amadora textos de Joaquim Manuel de Macedo e, posteriormente, criando peças próprias, que representava.<ref name=":1" /> Aos 15 anos, escreveu a obra teatral ''Amor por Anexins'', que alcançou êxito regional e nacional.<ref name=":2" />