Abrir menu principal

Alterações

1 712 bytes adicionados, 01h24min de 23 de abril de 2017
Foram revertidas as edições de 177.222.194.51 por remover conteúdo sem justificar a razão (usando Huggle) (3.1.22)
'''Darwinismo social''' é um nome moderno dado a várias teorias da sociedade, que surgiram no [[Reino Unido]], [[América do Norte]] e [[Europa Ocidental]], na década de 1870.<ref name="Darwinismo social 1">Williams, Raymond. 2000. darwinismo social. Na avaliação crítica de Herbert Spencer. John Oferta. (Ed). pp. 186-199</ref> Trata-se de uma tentativa de se aplicar o [[darwinismo]] nas [[sociedade]]s humanas. Descreve o uso dos conceitos de luta pela existência e sobrevivência dos mais aptos, para justificar políticas que não fazem distinção entre aqueles capazes de sustentar a si e aqueles incapazes, de se sustentar. Esse conceito motivou as ideias de [[eugenia]], [[racismo científico|racismo]], [[imperialismo]]<ref name="TCL">Leonard, Thomas C. (2009) [http://www.princeton.edu/~tleonard/papers/myth.pdf Origins of the Myth of Social Darwinism: The Ambiguous Legacy of Richard Hofstadter’s Social Darwinism in American Thought (PDF)] Journal of Economic Behavior & Organization 71, p.37–51</ref>, [[fascismo]], [[nazismo]] e na luta entre grupos e etnias nacionais.<ref name="Darwinismo social 2">Gregory Claeys (2000). A "sobrevivência do mais apto" e as Origens do darwinismo social. Revista de História das Ideias 61 (2): 223-240.</ref>
Nada
 
O [[Palavra|termo]] foi popularizado em 1944 pelo [[historiador]] [[Povo dos Estados Unidos|norte-americano]] [[Richard Hofstadter]], mas atualmente, por causa das conotações negativas da teoria do darwinismo social, especialmente após as atrocidades da [[Segunda Guerra Mundial]], poucas pessoas se descrevem como social-darwinistas, e o termo é geralmente visto como pejorativo.<ref name=h428>{{harvnb|Hodgson|2004|pp=428–430}}</ref>
 
== Origens ==