Diferenças entre edições de "Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra"

sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 94.61.237.237 para a última revisão de 31.22.220.235, de 15h03min de 1 de junho de 2017 (UTC))
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
A Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra viu-se envolta num polêmico escândalo no ano de 2017 com o abandonar súbito da cadeira da administração por Gabriel da Silva. Em comunicado à imprensa, Dr. Pires da Silva terá enunciado dois motivos que levaram à sua demissão: incompatibilidade com o seu número 2, Dr. Zanzas Marques, e o convite de Paris-Sorbonne para liderar um grupo de cientistas no projeto da união europeia de estudos avançados da dita molécula.
Um processo judicial decorre no sentido de retirar a tutela a Zanzas Marques, e assim foi interposta uma providência cautelar que exonerou Zanzas Marques e o condenou a uma multa no valor de 50g500k €.
 
== História ==
Utilizador anónimo