Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 18h38min de 29 de julho de 2017
Removendo "Escola_Estadual_João_Lourenço_Areado.jpg", por ter sido apagado no Commons por Daphne Lantier: per c:Commons:Deletion requests/Files uploaded by Sr.Brasilia
 
=== Educação ===
Areado é o 25º município do país que mais oferece oportunidade educacional para crianças e adolescentes da educação Básica. É o que mostra o Índice de Oportunidade da Educação Brasileira ([[Ioeb]]), desenvolvido pelo Centro de Liderança Pública (São Paulo). Ao todo, 5.245 cidades foram avaliadas. Em [[Minas Gerais|Minas]], Areado aparece em sexto lugar. O estudo mede, em uma escala de 0 a 10, a possibilidade dos municípios oferecerem ensino de qualidade avaliando dados da educação infantil, fundamental e médio, tanto das redes públicas como das privadas. <ref>{{Citar web|título = Veja ranking das 25 cidades com melhor oportunidade de educação - Notícias - UOL Educação|URL = http://educacao.uol.com.br/noticias/2015/10/07/veja-ranking-das-25-cidades-com-melhor-oportunidade-de-educacao.htm|obra = UOL Educação|acessadoem = 2015-12-05|língua = pt-BR}}</ref><ref>{{Citar web|título = Areado está entre as 25 cidades com melhor oportunidade de educação básica, aponta pesquisa {{!}} Notícias - Atividade FM 99,1|URL = http://www.fmatividade.com.br/noticias/2182/areado-esta-entre-as-25-cidades-com-melhor-oportunidade-de-educacao-basica-aponta-pesquisa|obra = www.fmatividade.com.br|acessadoem = 2015-12-05}}</ref>[[Ficheiro:Escola Estadual João Lourenço Areado.jpg|miniaturadaimagem|Escola Estadual João Lourenço, em Areado - MG.]]No Município, em 1991, 20,0% das crianças de 7 a 14 anos não estavam cursando o ensino fundamental. Em 2006, o Ministério da Educação, como uma das providências para melhorar a qualidade da educação, estabeleceu a implantação do ensino fundamental de nove anos no País. Assim, passou a ser considerada a faixa etária de 6 a 14 anos para o ensino fundamental; em 2.010, verificou-se que 15,2% destas crianças não estavam na escola. Nas últimas décadas, a frequência de jovens de 15 a 17 anos no ensino médio melhorou. Mesmo assim, em 2.010, 36,2% estavam fora da escola. Apesar de ainda precisarmos avançar em relação à frequência escolar, o maior desafio está na conclusão. A taxa de conclusão do fundamental, entre jovens de 15 a 17 anos, era de 19,7% em 1991. Em 2010, este percentual passou para 72,0%. Quando analisado o ensino médio, os percentuais de conclusão caem significativamente. Em 1991, dos jovens de 18 a 24 anos, apenas 19,1% acabavam o ensino médio. Em 2010, este valor aumenta para 58,3%. Caso queiramos que em futuro próximo não haja mais analfabetos e que a qualidade da educação melhore, é preciso garantir que todos os jovens cursem o ensino fundamental e sintam-se estimulados a continuar na escola. O percentual de alfabetização de jovens e adolescentes entre 15 e 24 anos, em 2010, era de 99,0%. Em 2015, entre alunos do ensino fundamental, 5,3% estão com idade superior à recomendada nos anos iniciais e 18,4% nos anos finais. A defasagem chega a 23,9% entre os que alcançam o ensino médio. Este município, em 2015, está na 266ª posição, entre os 5565 municípios do Brasil, quando avaliados os alunos dos anos iniciais, e na 71ª, no caso dos alunos dos anos finais. Quando analisada a sua posição entre os 853 Municípios de seu Estado, Areado está na 79ª posição nos anos iniciais e na 18ª, nos anos finais.<ref name=":4">{{Citar web|url=http://www.relatoriosdinamicos.com.br/portalodm/2-educacao-basica-de-qualidade-para-todos/BRA003031047/areado---mg|titulo=ODM 2 - Oferecer educação básica de qualidade para todos - Areado - MG - Relatórios Dinâmicos Portal ODM|acessodata=2017-01-25|obra=Sistema de Relatórios Dinâmicos dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM)|ultimo=Dinâmicos|primeiro=Relatórios|lingua=pr-br}}</ref>
 
Em 2.010, neste município, o percentual de pessoas de 18 a 24 anos sem instrução ou com ensino fundamental incompleto, do sexo feminino, era de 17,3% e do sexo masculino 22,7%; com ensino fundamental completo e médio incompleto, 17,1% feminino e 24,8% masculino; ensino médio completo e superior incompleto, 54,8% feminino e 46,9% masculino; com ensino superior completo, 8,9% feminino e 4,6% masculino. A razão entre mulheres e homens alfabetizados na faixa etária de 15 a 24 anos era de 100,3% em 2.010. <ref name=":4" />