Diferenças entre edições de "Pedro Avelino"

2 077 bytes removidos ,  10h13min de 18 de setembro de 2017
m
-VDA costumaz
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (-VDA costumaz)
| brasão =
| bandeira =
| link_brasão =
| link_brasão = https://www.google.com.br/imgres?imgurl=http%3A%2F%2Fwww.mbi.com.br%2Fmbi%2Ffiles%2Fmedia%2Fimage%2Fbrasil-municipio%2Frn-pedro-avelino-brasao.jpg&imgrefurl=http%3A%2F%2Fwww.mbi.com.br%2Fmbi%2Fbiblioteca%2Fsimbolo%2Fmunicipio-pedro-avelino-rn-br%2F&docid=27Z2D_1DY5wyZM&tbnid=5bNdulzr-_oeGM%3A&vet=10ahUKEwjzhb-G3qzWAhVDQ5AKHWe1Bf0QMwgvKAAwAA..i&w=188&h=205&client=ms-android-samsung&bih=616&biw=360&q=Bras%C3%A3o%20de%20pedro%20avelino&ved=0ahUKEwjzhb-G3qzWAhVDQ5AKHWe1Bf0QMwgvKAAwAA&iact=mrc&uact=8
| link_bandeira = https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2a/Flag_of_None.svg
| link_hino =
 
No início Pedro Avelino ao qual é conhecida hoje em dia, possuia outro nome, chamado de "Epitácio Pessoa", pois era distrito do Município de [[Angicos]], ao qual no Ano de 1948 conquistou sua independência e foi elevado à categoria de Município sendo datada pelo decreto Estadual nº 146, de 23-12-1948, Desmenbrando de Angicos.
 
 
'''Histórico'''
 
Os primeiros moradores e arrendatários foram os irmãos portugueses: Diogo, Gaspar, Jacinto e Félix Lopes dos Reis.
Após 10 anos começaram a chegar outras famílias atraídas pela fertilidade e espaço oferecido pelos seismeiros, que mais tarde, formaram a árvore geneológica do povo "Pedro-avelinense". Foram as seguintes famílias: Câmara, Inácio da Costa, Batista, Leocádio, Bezerra, Xavier de Meneses, Pereira Pinto, Ferreira, Medeiros e Araújo.
Em 1866 o professor Francisco Januário Xavier de Meneses, instituiu a primeira escola, em 1877, ocorreu uma grande seca, como o vilarejo tinha uma lagoa grande (no centro da Cidade) com água em abundância e muito peixe, o vilarejo cresceu muito. No mesmo ano o construtor Manoel Cabral de Macedo, construiu um cemitério público às margens do Rio Gaspar Lopes. Em 1912 foi criada a feira livre aos domingos (na Rua Ernesto da Costa - Rua Velha). Em 1916 foi erguida a capela de Santa Luzia pelo pedreiros João Cândido e João Gomes, onde tinha em frente o emblema da Santa Cruz, (hoje Praça José Alves da Câmara) sendo vigário da paróquia o Padre Ulisses Maranhão. Em 1920 foi iniciado a construção do mercado público pelo Prefeito de Angicos.
Em 24-12-1921, Gaspar Lopes passou-se a chama-se Epitácio Pessoa, numa homenagem ao grande Presidente Nordestino que tinha como lema: Governar e abrir estradas, e trouxe a estrada de ferro até o vilarejo. No dia 08-01-1922 foi inaugurada a estrada de ferro, e o crescimento do vilarejo foi grande e próspero pois era o fim do ramal.
 
'''Estação Experimental Terra Secas (Emparn)'''
87 349

edições