Abrir menu principal

Alterações

m
Corretixo
*{{citar livro|título=Fires of hatred: ethnic cleansing in twentieth-century Europe|primeiro =Norman M|último =Naimark|publicado=Harvard University Press|ano=2001|url=http://www.google.de/books?id=L-QLXnX16kAC&pg=PA131|acessodata=28 de agosto de 2009|página=131|isbn=0-674-00994-0}}
*{{citar livro|título=Population resettlement in international conflicts: a comparative study|primeiro1 =Arie Marcelo|último1 =Kacowicz|primeiro2 =Pawel|último2 =Lutomski|publicado=Lexington Books|ano=2007|página=101|isbn=073911607|url=http://www.google.de/books?id=ovck_g0xwX0C&pg=PA101|acessodata=27 de agosto de 2009}}
*{{citar web|primeiro =Tomasz|último =Kamusella|editor-sobrenome1 =Prauser|editor-sobrenome2 =Reeds|título=The Expulsion of the German communities from Eastern Europe|página=28|publicado=EUI HEC|data=janeiro de 2004|url=http://cadmus.iue.it/dspace/bitstream/1814/2599/1/HEC04-01.pdf|acessodata=27 de agosto de 2009|formato=pdf}}</ref> As maiores expulsões ficaram completas em 1950.<ref name="Gibney197198"/> ASAs estimativas para o número total de pessoas descendentes de alemães que vivem na Europa Oriental varia de {{formatnum:700000}} a 2,7 milhões.
 
== Ver também ==
243

edições