Diferenças entre edições de "Pirapó"

1 232 bytes adicionados ,  05h31min de 10 de outubro de 2017
+ Língua regional / minoritária, o Riograndenser Hunsrückisch, falada na região desde os primeiros tempos pioneiros
(+ cat)
(+ Língua regional / minoritária, o Riograndenser Hunsrückisch, falada na região desde os primeiros tempos pioneiros)
 
== História ==
Com a chegada da famíla de Henrique Sommer em [[1903]], a primeira família a chegar na região, e dos primeiros [[Colonização alemã no Rio Grande do Sul|imigrantes alemães]] em [[1904]], deu-se início a colonização. Eles deixaram um legado cultural na história pirapoense: a igreja em [[estilo gótico]] e a casa canônica com seus belos adereços; a Casa de Cultura em estilo [[enxaimel]] germânico; a praça municipal, com a exposição de equipamentos históricos como a máquina a vapor que era usada na produção de energia através da água e do fogo em uma serraria, por volta da [[década de 1970]]; e o prédio restaurado em estilo enxaimel que abriga a sede da [[polícia civil]] e [[Brigada Militar do Rio Grande do Sul|militar]].
 
== Língua regional ==
O dialeto alemão '''[[Riograndenser Hunsrückisch]]''', em português '''hunsriqueano riograndense''', falado por milhares de habitantes do estado do Rio Grande do Sul, e também em estados e países adjacentes, faz parte da história de Pirapó desde os seus tempos pioneiros.<ref>[http://www.ufrgs.br/projalma/oqueeh/subprojetos.html Projeto ALMA UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Projetos associados: ''Projeto Bilinguismo no Rio Grande do Sul'' (BIRS); Coordenação Walter Koch; Vigência 1885-1989]</ref> Em 2012 a [[Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul|Assembleia Legislativa]] votou por unanimidade a favor do reconhecimento oficial do Riograndenser Hunsrückisch, o dialeto alemão mais falado no Brasil, e com a maior concentração de falantes no Rio Grande do Sul, como parte do ''patrimônio cultural imaterial'' a ser preservado e protegido.<ref>[http://www.hunsriqueano.riolingo.com/blog/?m=201208 Riograndenser Hunsrückisch: ''Com quase 200 anos de história, o idioma Riograndenser Hunsrückisch Plattdeitsch passa a ser reconhecido como patrimônio cultural do estado do Rio Grande do Sul em 2012''; publicado no dia 31 de agosto de 2012 por Paul Beppler]</ref>
 
== Geografia ==
3 531

edições