Diferenças entre edições de "A Paixão de Jacobina"

438 bytes adicionados ,  01h48min de 20 de outubro de 2017
+ Info. língua regional, + ref. + cat.
m (ajustes gerais nas citações, outros ajustes usando script)
(+ Info. língua regional, + ref. + cat.)
|cor-pb = cor
}}
'''A paixão de Jacobina''' é um [[Cinema|filme]] [[brasil]]eiro de [[2002]], do gênero [[drama]], dirigido por [[Fábio Barreto]] e com [[roteiro]] baseado no [[romance]] ''[[Videiras de Cristal]]'', de [[Luiz Antonio de Assis Brasil|Luiz Antônio de Assis Brasil]], que relata a história de [[Jacobina Mentz Maurer|Jacobina Mentz]], líder religiosa que esteve à frente da [[Revolta dos Muckers]], ocorrida no [[Rio Grande do Sul]] na segunda metade do [[século XIX]]. Decididamente o ''Milieu du langage'' foi o então emergente dialeto alemão-riograndense [[Riograndenser Hunsrückisch]], que funcionou como língua franca regional.<ref>Altenhofen, Cléo Vilson: ''Hunsrückisch in Rio Grande do Sul - Ein Beitrag zur beschreibung einer deutschbrasilianischen Dialektvarietät im Kontakt mit dem Portugiesischen''. Franz Steiner Verlag, Stuttgart (1996).</ref>
 
O desejo inicial do diretor Fábio Barreto era que a [[modelo (profissão)|modelo]] [[Gisele Bündchen]] interpretasse a protagonista do filme.<ref>http://www.cineclick.com.br/falando-em-filmes/noticias/gisele-bundchen-ignora-hollywood</ref>
[[Categoria:Filmes em língua portuguesa]]
[[Categoria:Filmes de Fábio Barreto]]
[[Categoria:Filmes de drama do Brasil]]
[[Categoria:Riograndenser Hunsrückisch]]
3 531

edições