Diferenças entre edições de "Eletroencefalografia"

69 bytes adicionados ,  17h00min de 24 de outubro de 2017
sem resumo de edição
[[File:Random Structures in the Brain 102.jpg|thumb|Toucas de EEG.]]
'''Eletroencefalografia''' ('''EEG''') é um método de monitoramento [[Eletrofisiologia|eletrofisiológico]] que para registrar a atividade elétrica do [[Encéfalo|cérebro]]. Trata-se de um método normalmente não-invasivo, com [[Elétrodo|eletrodos]] colocados no [[couro cabeludo]], muito embora haja alguns métodos utilizados em aplicações específicas que são invasivos. A EEG mede as flutuações de tensão resultante da corrente iônica dentro dos [[Neurónio|neurônios]] do [[Encéfalo|cérebro]].<ref name="Niedermeyer"><cite class="citation book">Niedermeyer E.; da Silva F.L. (2004). </cite></ref> Dentro de contextos clínicos, a EEG refere-se à gravação da atividade elétrica espontânea do cérebro durante um período de tempo,<ref name="Niedermeyer" /> como a registrada a partir de múltiplos [[Elétrodo|eletrodos]] colocados sobre o couro cabeludo. Aplicativos de diagnóstico normalmente focam no [[Densidade espectral|conteúdo espectral]] da EEG, isto é, no tipo de [[Onda cerebral|oscilações neurais]] (popularmente chamadas de "ondas cerebrais") que podem ser observadas em sinais de EEG. A maioria dos sinais cerebrais observados situam-se entre os 1 e 20 [[hertz]].