Diferenças entre edições de "Homónimo"

147 bytes adicionados ,  12h55min de 27 de outubro de 2017
m
Foram revertidas as edições de 188.80.133.226 para a última revisão de DARIO SEVERI, de 12h54min de 27 de outubro de 2017 (UTC)
(→‎Exemplos: Gramática corrigida, o)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição via aplic. móvel
m (Foram revertidas as edições de 188.80.133.226 para a última revisão de DARIO SEVERI, de 12h54min de 27 de outubro de 2017 (UTC))
{{PEPB|Homónimo|homônimo}} (do [[Língua grega|grego]] ''homónymos'' através do [[latim]] ''homonymulhomonymus'')<ref>FERREIRA, A. B. H. ''Novo dicionário da língua portuguesa''. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 905.</ref> é uma [[palavra]] que tem a mesma [[pronúncia]] ([[homófono]]) e/ou a mesma grafia ([[homógrafo]]) que outra, mas que possui um [[Teoria do significado|significado]] diferente desta. No caso de [[Antroponímia|antropônimos]], também é chamado de '''xará''' (do [[língua tupi|tupi]] ''*xa'ra'' [de ''xe rera'', "meu nome"]),<ref>[[Dicionário Houaiss]], verbete "xará".</ref> '''xarapa''', '''xarapim''', '''xera''', '''xero'''<ref>FERREIRA, A. B. H. ''Novo dicionário da língua portuguesa''. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 796.</ref> e '''tocaio''' (do [[Língua castelhana|castelhano]] ''tocayo'', através do [[espanhol rioplatense]]).<ref>FERREIRA, A. B. H. ''Novo dicionário da língua portuguesa''. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 684.</ref>
 
==Exemplos==
Veja, a seguir, alguns exemplos de homónimos com seus respectivos significados:
V:
 
{| {{prettytable}}