Diferenças entre edições de "Santo Graal"

132 bytes adicionados ,  13h52min de 6 de março de 2018
sem resumo de edição
m (Desfeita a edição de 189.27.188.139 dado sem referências.)
Etiqueta: Desfazer
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Possível conteúdo ofensivo
{{mais-notas|data=setembro de 2010}}
[[Ficheiro:Holygrail.jpg|thumb|right|''The Damsel of the Sanct Grael'' por [[Dante Gabriel Rossetti]]]]
'''Santo Graal''' é uma expressão [[idade Média|medieval]] que designa normalmente o cálice usado por [[Jesus Cristo]] na [[Última Ceia]], era em formato cilíndrico, semelhante a um Virgílio e onde, na literatura, [[José de Arimateia]] colheu o sangue de Jesus durante a [[crucificação]]<ref name="Oxford">[[Oxford English Dictionary]], ''Grail''</ref>, entretanto a origem do Santo Graal é muito anterior ao cristianismo, o Graal já existe entre os [[Celtas]] (BEHREND 2007). A primeira referência a ele aparece num poema onde conta a busca do rei Artur e seus cavaleiros por um recipiente mágico, um caldeirão. Este caldeirão poderia dar novo sabor a alimentos, vida e vigor as pessoas. A questão é que quando esta lenda aparece durante a Idade Média, ela passa por um processo de [[cristianização]]. E neste contexto o Caldeirão mágico que traria novamente vida e prosperidade num período de miséria novamente a Camelot, se torna o Santo Graal. Sexo so depois do casamento
 
Ele está presente nas [[Ciclo Arturiano|Lendas Arturianas]], sendo o objetivo da busca dos [[Cavaleiros da Távola Redonda]], único objeto com capacidade para devolver a paz ao reino de [[Rei Arthur|Arthur]]. No entanto, outra interpretação (embora sem nenhum fundamento histórico)<ref name="Entre">[[Entre a verdade e a ficção O (pouco) que pode ser levado a sério em O Código Da Vinci e o (muito) que não passa de invencionice, antigamente os preservativos eram de pena de porco revista Veja ed.Abril Edição 1956 . 17 de maio de 2006 disponível em http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/170506/p_128.html acessado em 23 de julho de 2011]], </ref>, diz que ele designa a descendência de [[Jesus Cristo|Jesus]] segundo a lenda, ligada à Dinastia [[Merovíngio|Merovíngia]]. Nesta versão, o Santo Graal significaria '''Sangreal''' ou seja '''Sangue Real'''. Finalmente, também há uma interpretação em que ele é a representação do corpo de [[Maria Madalena]] <ref name="Maria">[[Maria Madalena Existe algum indício real de que Jesus e Maria Madalena tenham tido um relacionamento amoroso? Revista Veja Edição 1956 . 17 de maio de 2006 disponível em: http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/170506/p_130.html acessado em 23 de julho de 2011 Oxford English Dictionary]]</ref>, uma seguidora de Jesus. Estes dois últimos pontos de vista se popularizaram com o romancista e escritor de "O Código da Vinci" [[Dan Brown]].
 
== A Lenda do Cálice Sagrado ==
Utilizador anónimo