Abrir menu principal

Alterações

16 bytes adicionados ,  21h51min de 8 de abril de 2018
sem resumo de edição
| outro_nome =
| data_nascimento = {{nascimento|21|4|1920|lang=br}}
| localidaden = [[Salto (São Paulo)|Salto]], [[São Paulo|SP]]<br />{{BRA}}
| data_falecimento = {{morte e idade|7|11|2009|21|4|1920|lang=br}}
| localidadef = [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], [[São Paulo|SP]]<br />{{BRA}}
| altura =
| cônjuge =
==Biografia==
 
Anselmo começou no cinema como figurante no inacabado filme de [[Orson Welles]] no Brasil, "It's All True" (1942). Logo após fez o filme "Querida Susana" com [[Nicete Bruno]] e [[Tonia Carrero]], direção de Alberto Pieralise. Com "Carnaval no Fogo" (1949), produzido na [[Companhia Atlântida|Atlântida]] e dirigido por [[Watson Macedo]], ele se torna um dos maiores galãs que o cinema brasileiro já teve.
 
Em [[1951]], Anselmo Duarte é contratado pela [[Companhia Cinematográfica Vera Cruz|Vera Cruz]], ganhando, então, o maior salário da empresa. Seu primeiro filme na companhia, como ator, foi ''[[Tico-tico no Fubá (filme)|Tico-Tico no Fubá]]'' ([[1952]]), com Tonia Carrero e Ziembinski, sendo um grande sucesso, na mesma Vera Cruz, fez também "Apassionata", "Veneno" e "Sinhá Moça" (1952). EstréiaEstreia na direção com ''[[Absolutamente Certo]]'' ([[1957]]), mostrando-se ser, depois, um grande [[diretor de cinema]].
 
Ganhou a [[Palma de Ouro]]<ref name="folha"/> e o Prêmio Especial do Júri no [[Festival de Cannes]] em [[1962]] com ''[[O Pagador de Promessas (filme)|O Pagador de Promessas]]'', filme que também concorreu ao [[Óscar|Oscar]] [[Oscar de melhor filme estrangeiro|melhor filme estrangeiro]]. Em Cannes Anselmo concorreu ao prêmio de melhor diretor com [[Michelangelo Antonioni]], [[Robert Bresson]], [[Luis Buñuel]] e [[Sidney Lumet]], entre outros. No júri, [[François Truffaut]] teria sido um dos principais defensores do prêmio principal para Anselmo.<ref name="uol">{{Citar web |url=http://cinema.uol.com.br/ultnot/2009/11/07/ult4332u1208.jhtm |título=Morre Anselmo Duarte, o único brasileiro vencedor em Cannes |língua= |autor= |obra=Uol |data= |acessodata=7 de abril de 2016}}</ref> Também dirigiu outros clássicos do cinema nacional, como ''Absolutamente Certo'' e ''[[Vereda da Salvação]]'', mas, devido a divergências ideológicas com a turma do [[Cinema Novo]], sua carreira entrou em declínio.