Diferenças entre edições de "Usuário:Gato Preto/Testes/10"

24 bytes adicionados ,  19h03min de 1 de maio de 2018
sem resumo de edição
}}
 
'''''Golos Truda''''' ({{lang-ru|Голос Труда}}, {{Lang-pt|A voz do labor}}) foi um jornal [[Anarquismo|anarquista]] [[Rússia|russo]].<ref name=":6">{{Citar web|url=http://www.iisg.nl/archives/en/files/m/10760366full.php|titulo=IISH - Archives|acessodata=2018-05-01|obra=www.iisg.nl}}</ref> Foi fundado por exiliados russos em [[Nova Iorque]] em 1911 e mudou-se para [[Petrogrado]] durante a [[Revolução Russa de 1917]], quando os editores aproveitaram a amnistia geral e o direto de retorno para os dissidentes políticos e demais perseguidos pelo [[Regime Czarista|regime czarista]]. Ali, o jornal integrou-se no movimento operário anarquista local, advogando a necessidade duma [[revolução social]] por e paraepara os trabalhadores e opôs-se a vários outros movimentos esquerdistas.
 
A toma do poder pelos [[Bolchevique|bolcheviques]] marcou o começo da decadência do jornal. O novo governo tomou medidas cada vez mais repressivas em relação à literatura dissidente e, em geral, contra qualquer manifestação do [[anarquismo]]. Após alguns anos de publicação clandestina, os editores do ''Golos Truda'' foram finalmente expungidos pelo [[Regime stalinista|regime estalinista]] em 1929.
 
==Começos==
[[File:Golos Truda 14-12-1914.jpg|thumb|Cabeçalho da edição de 4 de Dezembro de 1914.|317x317px|esquerda]]
 
Após a repressão da [[Revolução Russa de 1905]] e o exílio dos dissidentes políticos do Império Russo, os jornais russos em Nova Iorque cresceram e prosperaram.<ref name="rischin">{{Cite book|last=Rischin|first=Moses|title=The Promised City: New York's Jews, 1870-1914|publisher=[[Harvard University Press]]|authorlink=Moses Rischin|location=Cambridge|year=1977|isbn=0-674-71501-2|oclc=3650290|page=129|editora=|ano=|local=|páginas=|acessodata=1 de maio de 2018}}</ref> Entre as florescentes publicações encontramos vários jornais e revistas políticas [[Sindicalista|sindicalistas]],<ref name="rischin" /> das quais ''Golos Truda'' fazia parte. Este último começou a ser publicado pela [[União dos Trabalhadores Russos|União dos Trabalhadores Russos nos Estados Unidos e no Canadá]] ({{Lang-en|Union of Russian Workers in the United States and Canada}}) em 1911, inicialmente de forma mensual.<ref name=":1">{{Citar livro|url=https://books.google.es/books?id=f7J9BgAAQBAJ&pg=PA139&lpg=PA139&dq=paul+avrich+golos+truda&source=bl&ots=SZNI_GGjlI&sig=YjVyJY7e0C_7mwuvdrt3hAsxFVw&hl=es&sa=X&ved=0ahUKEwiQ1pmXkOXaAhUBvhQKHcRVC2QQ6AEIPzAD#v=onepage&q=paul%20avrich%20golos%20truda&f=false|título=Russian Anarchists|ultimo=Avrich|primeiro=Paul|data=2015-03-08|editora=Princeton University Press|ano=|local=|páginas=|lingua=en|isbn=9781400872480|acessodata=1 de maio de 2018}}</ref> O jornal adaptou como ideologia o anarquismo na sua vertente sindicalismo, o [[anarcossindicalismo]]. Fusionou estas dous movimentos operários que emergeram do [[Congresso Internacional Anarquista de Amsterdã|Congresso Anarquista Internacional de Amesterdão]] em 1907 e que chegaram à América do Norte através da influência do [[Trabalhadores Industriais do Mundo]] ({{Lang-en|Industrial Workers of the World}}).<ref name=":0">{{Citar livro|url=https://books.google.com/books?id=igrwb3rsOOUC&lpg=PA118&dq=%22anarcho-syndicalism%22&pg=PA118|título=Modern Political Ideologies|ultimo=Vincent|primeiro=Andrew|data=2009-03-30|editora=John Wiley & Sons|ano=|local=|páginas=|lingua=en|isbn=9781444311051|acessodata=1 de maio de 2018}}</ref> Os anarcossindicalistas rejeitavam a luta política nos [[Instituições públicas|orgãos estatais]] e o intelectualismo, considerando que os sindicatos eram as forças revolucionárias que iniciariam uma revolução social que findaria com o estabelecimento duma sociedade anarquista protagonizada pelo proletariado.<ref name=":0" />
 
{{Anarquismo}}
 
Após o a vitória da [[Revolução de Fevereiro]], o [[Governo Provisório Russo]] declarou amnistia geral e ofereceu-se a sufragar e cobrir os gastos do retorno dos russos exiliados pela sua oposição ao [[czarismo]].<ref name=":3">{{Citar livro|url=https://books.google.es/books?id=f7J9BgAAQBAJ&pg=PA124&lpg=PA124&dq=general+amnesty+russian+exiles+zarism+provisional+government&source=bl&ots=SZNI_EFfnQ&sig=xUxq119Hwi6PHXW7DGcjMElF87s&hl=es&sa=X&ved=0ahUKEwiwvbPIwOTaAhWL-KQKHVe0D-kQ6AEIYDAG#v=onepage&q=general%20amnesty%20russian%20exiles%20zarism%20provisional%20government&f=false|título=Russian Anarchists|ultimo=Avrich|primeiro=Paul|data=2015-03-08|editora=Princeton University Press|ano=|local=|páginas=|lingua=en|isbn=9781400872480|acessodata=1 de maio de 2018}}</ref> Assim, depois duma votação, toda a equipa editorial do ''Golos Truda'' deixou Nova Iorque e assentou-se em Petrogrado, onde continuaram o seu trabalho jornalístico.<ref name=":2">{{Citar web|url=http://dwardmac.pitzer.edu/Anarchist_Archives/bright/voline/biography.html|titulo=Voline Biography|acessodata=2018-05-01|obra=dwardmac.pitzer.edu}}</ref> Em [[Vancouver]], a 26 de Maio de 1917, os editores, juntamente com os artistas [[Ferrer Center]] e [[Manuel Komroff]] e outras treze pessoas, embarcaram rumo ao [[Japão]]; depois de chegar lá iam para a [[Sibéria]] e dali finalmente atravessá-la até chegar à Rússia europeia.<ref name="aa">{{Cite book|last=Antliff|first=Allan|authorlink=Allan Antliff|title=Anarchist Modernism|publisher=University of Chicago Press|location=Chicago|year=2001|isbn=0-226-02103-3|page=254|editora=|ano=|local=|páginas=|acessodata=1 de maio de 2018}}</ref> Enquanto embarcados, os anarquistas tocaram música, deram conferências, representaram obras de teatro e até chegaram a publicar um jornal revolucionário, ''A jangada''.<ref name="aa" />
13 655

edições