Diferenças entre edições de "Bernardino de Siena"

245 bytes removidos ,  01h38min de 2 de maio de 2018
m
+ infobox + controle de autoridade
(+image)
m (+ infobox + controle de autoridade)
{{Info/Biografia/Wikidata}}
[[Image:Bernardino - Della confessione regole 12., Adi ultimo di gennaio MCCCCLXXXXIIII - 2473056.tif|thumb|''Della confessione regole 12.'', 1494]]
'''São Bernardino de [[Siena|Sena]]''' ([[Grosseto]], [[Massa Marittima|Massa Marítima]], {{dni|lang=br|8|9|1380|si}} — [[Áquila (Itália)|Áquila]], {{morte|20|5|1444|}},) foi um pregador e místico [[Ordem dos Frades Menores|franciscano]] que se tornou célebre por sua pregação da devoção ao Nome santo em praças e igrejas da Itália no século XV.
 
== Biografia ==
[[File:Sancti Bernardini Senensis Opera omnia.tif|thumb|''Sancti Bernardini Senensis Opera omnia'', 1745]]
 
Foi um pregador inspirado e bastante popular da devoção ao Santo Nome de [[Jesus Cristo]]. Em seu clássico livro sobre a cidade de Siena, [[Titus Burckhardt]] relata que Bernardino percorreu boa parte da Itália pregando o método de realização espiritual da invocação do Nome de Deus. "Em 1425 e 1427, São Bernardino pregou em Siena dia após dia durante seis semanas. A princípio ele escolheu falar no mosteiro de San Francesco, mas, quando o lugar ficou cheio com o número de ouvintes, ele passou a falar na praça central", escreveu Burckhardt.<ref>''Siena City of the Virgin''. World Wisdom, EUA, 2008.</ref>
 
O santo viajou e pregou por povoados e cidades da Itália setentrional e central, levando populações inteiras a uma renovação cristã, pela palavra e pelo exemplo. Além disso, trabalhou pela reforma da Ordem Franciscana. Dele se tem alguns escritos em [[Latim|língua latina]] e vernácula. O livro ''Siena City of the Virgin'', de Titus Burckhardt, contém alguns destes escritos e sermões.
 
O método de concentração espiritual favorecido por São Bernardino, de invocação do Nome revelado, encontra similares em todas as grandes religiões do mundo.<ref> Ver ''Filosofia Perene e Cristianismo'', de Mateus Soares de Azevedo (S. Paulo, Ibrasa, 2016)</ref> No Budismo, seu grande porta-voz foi o santo japonês [[Hônen]], que fez do Nembutsu a oração mais popular do Budismo. No Islã, este mesmo método é conhecido como ''Dhikr'', ou ''Lembrança de Deus'', e alguns de seus grandes mestres foram os cheiques [[Darqawi]] e [[Alawi]].<ref> Ver a respeito o livro clássico de [[Frithjof Schuon]], ''[[Unidade transcendente das religiões]]''. São Paulo, Irget, 2012</ref>.
 
 
Sua [[Calendário de santos|festa litúrgica]] é celebrada aos [[20 de maio]].
 
== {{Referências ==}}
{{reflist}}
 
* Missal Romano; Paulus 10ª edição-2006, no Próprio dos Santos e Santas, página 581.
 
{{sem imagem|data=janeiro de 2012}}
{{controle de autoridade}}