Diferenças entre edições de "Espaguetificação"

Sem alteração do tamanho ,  03h38min de 26 de novembro de 2018
m (traduzindo nome/parâmetro, ajustes gerais nas citações, outros ajustes usando script)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição via aplic. móvel Edição via aplic. Android
No campo gravitacional devido a uma massa pontual ou massa esférica, para uma corda uniforme orientada em direção o centro de gravidade, a [[Tensão (física)|força de tensão]] no centro é encontrada pela integração da força de maré desde o centro até uma das terminações. Isto resulta em <math> \frac{\mu l m}{4 r^3}</math>, onde <math>\mu</math> é o [[parâmetro gravitacional padrão]] do corpo maciço, ''l'' é o comprimento do filamento, ''m'' é sua massa, e ''r'' é a distância até o corpo maciço. Para objetos não-uniformes a força de tensão é menor se mais massa estiver próxima ao centro, e duas vezes maior se mais massa estiver nas terminações. Além disso há a força compressora horizontal rumo ao centro.
 
Para corpos maciços com superfície a força de tensão é maior próximo à superfície, e este valor máximo depende apenas do objeto e da densidade média do corpo maciço (enquanto o objeto em questão for pequeno em relação ao corpo maciço). Por exemplo para uma corda com uma massa de 1 kg e um comprimento de 1 m, e um corpo maciço cuja densidade média equivale à da Terra, essa força de tensão decorrente da força de maré é de apenas 0.,4 μN.
 
Devido à alta densidade, a força de maré próximo à superfície de uma [[anã branca]] é muito mais forte, causando no exemplo uma força de tensão máxima de mais de 0.,24 N. Próximo à uma [[estrela de nêutrons]] as forças de maré são muito mais fortes; se a corda possuir uma força de tensão de 10,.000 N e for dragada verticalmente para uma estrela de nêutrons de 2.,1 massas solares, desconsiderando o fato de que ela derretiriaderreteria, ela se rompiriaromperia a uma distância de 190 km do centro, muito acima da superfície (o raio típico de uma estrela dessa massa é de 12 km).<ref>Um pedaço de 8 m desse mesmo tipo de corda, com uma massa de 8 kg, iria em cada caso arrebentar a uma distância quatro vezes maior do centro.</ref>
 
Enquanto no último caso objetos seriam de fato destruídos e pessoas mortas pelo calor, e não pelas forças de maré, próximo a um [[buraco negro]] (pressupondo que não há nenhuma matéria nas proximidades) os objetos seriam de fato destruídos e as pessoas mortas pelas forças de maré, tendo em vista que os buracos negros não emitem radiação. Além disso, o buraço negro não possui superfície para interromper a queda. Na medida em que um objeto é tragado por um buraco negro, as forças de maré aumentam ''ad infinitum'', e nada pode resistir a elas. Por isso, o objeto cainte é esticado até se tornar um fino filamento de matéria. Próximo à [[Singularidade gravitacional|singularidade]], as forças de maré desintegram até mesmo as moléculas.
262

edições