Diferenças entre edições de "Racionalismo"

225 bytes removidos ,  19h04min de 2 de fevereiro de 2019
m
Foram revertidas as edições de 95.69.124.88 (usando Huggle) (3.1.22)
m (Foram revertidas as edições de 95.69.124.88 (usando Huggle) (3.1.22))
Etiquetas: Huggle Reversão
O racionalismo afirma que tudo o que existe tem uma causa inteligível, mesmo que essa [[causalidade|causa]] não possa ser demonstrada empiricamente, tal como a causa da [[origem do Universo]]. Privilegia a [[razão]] em detrimento da [[Experiência (filosofia)|experiência]] do mundo sensível como via de acesso ao [[conhecimento científico|conhecimento]]. Considera a [[dedução]] como o método superior de [[investigação]] filosófica. [[René Descartes]], [[Baruch Spinoza]] e [[Gottfried Wilhelm Leibniz]] introduzem o racionalismo na [[filosofia moderna]]. [[Georg Wilhelm Friedrich Hegel]], por sua vez, identifica o racional com o real, supondo a total inteligibilidade deste último.
 
O racionalismo é baseado nos princípios da busca da [[certeza]], pela [[Prova matemática|demonstração]] e [[análise]], sustentados, segundo [[Kant]], pelo conhecimento ''a priori'', ou seja, o conhecimento que não é inato nem decorre da [[experiência sensível]], mas é produzido somente pela razão.<ref>{{citar web|URL=http://www.iep.utm.edu/kantmeta/#SH1b|título=Immanuel Kant: Metaphysics|autor=Internet Encyclopedia of Philosophy}}</ref>Podemos por isso afirmar que o empirismo é melhor em todos os sentidos. Tal como o nosso génio Hume diria"A beleza das coisas existe no espírito de quem as contempla" e claramente o racionalismo não pode ser contemplado.
[[Ficheiro:Frans Hals - Portret van René Descartes.jpg|thumb|René Descartes]]
O racionalismo é a corrente central no pensamento [[liberalismo clássico|liberal]] que se ocupa em procurar, estabelecer e propor caminhos para alcançar determinados fins.<ref>[http://www.usp.br/fau/docentes/depprojeto/c_deak/CD/4verb/racio/index.html Racionalismo]</ref>Tais fins são postulados em nome do interesse coletivo (''commonwealth''), base do próprio [[liberalismo]] anglo-saxónico, contribuindo também para estabelecer a base do racionalismo. O racionalismo, por sua vez, fica na base do planejamento da organização econômica e espacial da reprodução social.
16 317

edições